Nada se cria: iAd Gallery não passa de uma cópia de um app anteriormente rejeitado pela Apple

Ícone - iAd Gallery

Ícone - iAd GalleryNão há como negar que o lançamento do iAd Gallery não tenha sido uma boa ideia da Apple: algumas das propagandas criadas com base na tecnologia da empresa são bastante interessantes para mostrar a outros anunciantes o que é possível com esse sistema de publicidade, então é legal agregá-las em um só programa, certo? Errado: até seria certo, mas somente se a própria Apple não o tivesse proibido explicitamente em suas diretrizes de aprovação para a App Store.

Sim, está lá escrito no livro documento, seção 2.13 (disponível apenas para desenvolvedores registrados):

Apps que sejam apenas materiais primários de marketing
ou promoções serão rejeitados.

Ou seja, é proibido que qualquer aplicativo da App Store ofereça apenas anúncios para serem clicados, os quais nem sempre são de interesse dos usuários — mas a regra só vale se eles não vierem da Apple, é claro.

Até seria fácil engolir essa furada caso a empresa não tivesse rejeitado há poucos meses o ads tube, um programinha que tinha o mesmo propósito. Eis um vídeo dele ainda em desenvolvimento, datado do final de junho de 2010:

Enfim, não dá para entender como a Apple comete esses erros primários. Mas, se era preciso fazer uma galeria de iAds para que outros publicitários pudessem avaliar por aí, por que não fazer em seu site, já que são todos baseados em conteúdo aberto para a web? Vai entender…

Posts relacionados

Comentários