Mundo doido: homem acusa Apple, Oprah Winfrey e ex-presidentes dos EUA de conspiração

Lodo da Apple de cabeça pra baixo

Este processo vai fazer aquele da Sarah Jessica Parker ou o da máfia italiana parecerem normais… Bem, prepare-se para o que você vai ler, pois não faz o menor sentido. Pronto? Vamos lá!

Publicidade

Lodo da Apple de cabeça pra baixoDavid Louis Whitehead resolveu levar a Apple e uma galera (inclusive ex-presidentes dos EUA, a apresentadora Oprah Winfrey, estúdios de Hollywood, celebridades, bancos e diversos juízes) ao banco dos réus por fraude, conspiração e violações de direitos civis, demandando US$75 bilhões em ressarcimento. Sim, “bilhões”.

Uma das alegações, só para dar uma amostra do surrealismo da petição, é de que o filme Mera Coincidência (Wag The Dog, em inglês) explorou indevidamente um trabalho seu intitulado International Law Regarding the Use of Force and Collective Security: A Comparative Analysis of the Korean and Persian Gulf Wars. Ainda é normal demais? Pois ele também alega que P. Diddy roubou a ideia para a fragrância I Am King de sua peça Erykah Badu in Paris With Momma Voodoo.

Qual o papel da Apple nisso tudo? Difícil saber, mas seguindo a lógica do caso (se é que há alguma), eu não duvidaria que a participação dela tenha sido, com a iTunes Store, promover filmes ou pessoas que plagiavam trabalhos de Whitehead. Ou talvez ele tenha sido espionado pela iSight de um MacBook, vai saber… 😛

Publicidade

[via AppleInsider]

Posts relacionados

Comentários

Carregando os comentários…