Destaques e pontos abordados na conferência de resultados financeiros da Apple para o Q2 2011

Meio logo da Apple

Conforme vimos mais cedo, o segundo trimestre fiscal de 2011 trouxe novos recordes para a Apple nesta época do ano, registrando um crescimento anual sem precedentes. Uma conferência realizada por telefone com acionistas destacou mais detalhes e outras informações sobre a situação atual da empresa.

Meio logo da Apple

O evento contou com a presença de Tim Cook (chefe de operações da Apple, ou COO) e Peter Oppenheimer (chefe da área de finanças, ou CFO), como em encontros anteriores. Os principais pontos abordados durante a conferência estão listados a seguir:

Segmentos regionais

  • Vendas internacionais representaram 59% das receitas da Apple no Q2 de 2011.
  • A receita na América subiu 87% no trimestre.
  • A região de maior crescimento foi a Ásia, com 151%.
  • A China já representa 10% das vendas da Apple — o equivalente a US$5 bilhões.

Mac

  • Foram vendidos 3,76 milhões unidades no trimestre (28% a mais que há um ano).
  • MacBooks responderam por 2,759 milhões das vendas.
  • Macs desktop tiveram 1,001 milhão das vendas.
  • Os principais motores para esse crescimento foram os MacBooks Air e a nova linha de Pros.
  • HOT! Este foi o 20º trimestre seguido em que o Mac cresceu mais que a média da indústria de PCs (que sofreu uma queda de 3%, segundo o IDC) e o melhor Q2 da história dos computadores da Maçã.
  • Macs e iPads deverão ser produtos muito populares na época de volta às aulas.
  • O market share do Mac internacionalmente é quase sempre menor que nos Estados Unidos, mas isso é encarado como uma oportunidade de crescimento.
  • “Parece que somos os únicos focados em construir produtos inovadores neste espaço”, afirmou Cook.

iPhone

  • HOT! As vendas registraram um recorde de 18,65 milhões de unidades (crescimento anual de 113%).
  • Das empresas na lista Fortune 500, 88% já usam o iPhone.
  • Vendas do iPhone 4 CDMA ajudaram a impulsionar um crescimento de 155% nos EUA — mais que três vezes a previsão do IDC pro setor.
  • Só na China, o iPhone cresceu 250% — essa performance será usada como aprendizado para aplicação em outros mercados emergentes, mas não foram mencionados quais.
  • O modelo 3GS ainda é muito popular.
  • HOT! Oppenheimer recomendou esperarmos um aumento de vendas “significativo” no próximo trimestre — época em que o iPhone 5 supostamente não será lançado.
  • HOT! Mais de 189 milhões de aparelhos com o iOS já foram vendidos até o final de março.

iPad

  • Foram vendidos 4,69 milhões de unidades, com receitas de US$2,8 bilhões (incluindo acessórios).
  • Das empresas na lista Fortune 500, 75% já usam ou avaliam o uso do iPad.
  • O iPad estava disponível em 59 países no fim do trimestre — o único de fora da previsão de 60 países foi o Japão, devido à catástrofe natural de março.
  • HOT! Todos os iPads 2 fabricados durante o trimestre foram vendidos.
  • Por questões de estratégia competitiva, não foi revelada a distribuição das vendas entre modelos de primeira e segunda geração.
  • HOT! Na semana que vem, o iPad 2 será lançado em 13 novos países, com mais nações ainda sendo adicionadas até o fim do trimestre — estará o Brasil nessa lista?

iPod+iTunes

  • Foram vendidos 9,02 milhões de iPods — uma queda anual de 17%, mas ainda assim melhor do que era esperado internamente.
  • Os iPods continuam sendo os MP3 players mais vendidos na maioria dos países observados pela Apple.
  • Cerca de metade dos iPods vendidos foram touches.
  • HOT! A iTunes Store gerou US$1,4 bilhão em receitas, um novo recorde.

Apple Retail Stores

  • As vendas da Apple no varejo responderam por US$3,19 bilhões (aumento de 90%).
  • A receita média por loja foi de US$9,9 milhões (aumento de 67%).
  • Só no ano fiscal de 2011, 40 novas lojas deverão ser abertas — 30 delas fora dos EUA.
  • Foram vendidos 797 mil Macs nas lojas, um aumento de 32%.
  • Cerca de metade deles são para novatos na plataforma.
  • O número de visitantes no trimestre foi de 71,1 milhões, um aumento de 51%.
  • HOT! Em breve as lojas de varejo da Maçã receberão seu bilionésimo cliente.

Projeções para o próximo trimestre

  • São esperadas receitas de US$23 bilhões e lucros por ação diluída de aproximadamente US$5,03.
  • Margens brutas deverão ficar em torno de 38%.

Outro tópicos

  • Japão: o impacto econômico do desastre natural não é nada perto do impacto humano. Apesar de as consequências da tragédia não terem sido muito expressivas no Q2 e não ser esperado nenhum grande prejuízo no Q3, a situação atual é bastante volátil. A Apple tem trabalhado constantemente com planos de contingência, mas a prioridade tem sido contar com os parceiros mais antigos.
  • Redes LTE/4G: a primeira geração de chipsets LTE demanda uma série de concessões no design de um smartphone, muitas que a Apple não está disposta a fazer. Dado o sucesso do iPhone 4 e do 3GS, com mais um recorde de vendas, as chances de adoção por enquanto são ínfimas.
  • Steve Jobs: o CEO da Apple tem comparecido ao trabalho regularmente, participando de decisões maiores, e é seu desejo poder voltar integralmente.
  • Samsung: a empresa coreana é uma grande parceira da Apple, mas sua divisão mobile passou dos limites e, após muitas negociações e discussões, foi preciso apelar para a justiça.
  • Investimentos: cerca de US$3,5 bilhões foram destinados a três fornecedores ao longo de 2011 e 2012; destes, US$900 milhões foram pagos no trimestre encerrado em março.
  • Android: Cook citou uma pesquisa recente da comScore, segundo a qual o iOS é 59% maior que o sistema operacional móvel do Google; além disso, ele reforçou sua crença na superioridade da abordagem integrada do iPhone, mencionando que a Apple tem responsabilidade por toda a experiência do consumidor.

· · ·

As reservas de capital da Apple agora aumentaram US$6,1 bilhões, subindo para um total de US$65,8 bilhões. Na expectativa destes resultados, a NASDAQ:AAPL fechou o dia cotada a US$342,41 (aumento de 1,35%); nas negociações pós-fechamento já está valendo US$353,02 (+3,1%).

[via AppleInsider, Ars Technica, This is my next…, MacNN]

Posts relacionados

Comentários