Pesquisas: profissionais de saúde têm clara preferência por iPhones

iPhone e saúde

iPhone e saúdeOs números pertinentes ao mercado global de celulares apontam que o iPhone ainda tem uma participação numericamente pequena. Entretanto, uma pesquisa feita pela Aptilon Corporation indica que o smartphone da Apple é o mais celular popular entre profissionais de saúde, segundo conta o Healthcare IT News.

Verificando posse e intenções de compra entre os trabalhadores deste setor nos Estados Unidos, a Aptilon apurou que 61% deles pretendem ter um iPhone até o final do ano (esse número inclui tanto quem já tem um e pretende continuar com ele quanto quem não tem, mas pretende adquirir um ao longo do ano). Em segundo lugar ficaram os celulares comuns, com 16% das respostas. O Android e o BlackBerry empataram na terceira colocação, com 9% cada.

John Gruber, do Daring Fireball, acredita que a razão para essa disparidade entre o mercado geral e o setor de saúde se deve à App Store: a grande quantidade de apps focados em saúde exclusivos para o smartphone da Maçã deve influenciar bastante a escolha de médicos, enfermeiros e afins.

Mas estamos falando de saúde, certo? O ideal é pedirmos uma segunda opinião: a Bulletin Healthcare fez um levatamento entre os 550 mil participantes de sua lista de emails e descobriu uma alta de 45% nos acessos feitos com aparelhos móveis. Combinados, o iPhone e o iPad registraram cerca de 93% dos acessos através de gadgets, enquanto o Android ficou com 6% e o BlackBerry mal apareceu nos resultados.

Diagnóstico? Febre da Apple.

[via MacNews]

Posts relacionados

Comentários