E a novela “Locationgate” continua: escritório sul-coreano do Google recebe “visita” da polícia

Googleplex

A polêmica do sistema de localização do iOS não afetou o Google logo de cara como fez com a Apple, mas também está gerando dores de cabeça para executivos fora de Mountain View, nos Estados Unidos. Na Coreia do Sul, por exemplo, os empregados da gigante de buscas receberam hoje uma “visita” da polícia local, pedindo detalhes sobre a atuação dos sistemas de publicidade da empresa no país com relação ao uso de coordenadas geográficas dos usuários.

Googleplex

Em uma declaração cedida após a visita, representantes do Google admitiram o início de um inquérito policial contra a empresa sobre o assunto, no qual órgãos reguladores do governo local acusam-na de usar dados de usuários de forma indevida e sem o seu consentimento. “Suspeitamos que a AdMob [rede de publicidade móvel mantida pelo Google] coletou informações pessoais sobre localização sem a aprovação da Comissão de Comunicações da Coreia”, afirmou um oficial da polícia local à Reuters.

A gigante de buscas já passava por problemas com o governo sul-coreano devido ao seu serviço Street View (integrado ao Google Maps), que teria sido usado como disfarce para uma coleta de dados sobre hotspots Wi-Fi feita pela empresa. Com relação à localização, ela ainda deverá ser ouvida junto da Apple no senado norte-americano, a partir do dia 10 de maio.

Posts relacionados

Comentários