Mais uma pesquisa ratifica a preponderância do iPhone entre profissionais de saúde nos EUA

iPhone e saúde

iPhone e saúdeComentamos na semana passada duas pesquisas que mostravam a preferência dos profissionais de saúde pelo iOS, e agora um terceiro levantamento confirma esses resultados. Segundo a Manhattan Research, 75% dos médicos nos Estados Unidos possuem algum gadget da Maçã — seja um iPad, iPhone ou iPod.

A tablet, por sinal, é uma das que mais tem prosperado em meio a essa classe profissional: cerca de 30% dos entrevistados pela Manhattan Research já têm um iPad, enquanto outros 28% pretendem adquirir um nos próximos seis meses.

“A resposta dos médicos ao iPad foi assombrosamente positiva, especialmente para uso em clínicas”, disse Meredith Ressi, presidente da Manhattan Research. Ela adicionou ainda que certos serviços poderão começar a ser considerados com base em sua compatibilidade com a tablet da Apple.

Já o iPhone, apesar do sucesso do Android no mercado em geral, tem se mostrado o favorito da classe médica nos EUA. Aliás, é bom notar que o domínio dos smartphones entre os profissionais de branco é bem maior que na população geral: 81% deles já teriam telefones móveis inteligentes.

[via Electronista]

Posts relacionados

Comentários