E lá vamos nós de novo: Microsoft cria página “superjusta” comparando Macs com PCs

Microsoft - Do the math Macs vs. PCs

De tempos em tempos, a Microsoft surge com uma nova campanha polêmica atacando Macs ou os comparando com PCs — nunca de forma totalmente justa, nunca pensando 100% em prol dos consumidores. Em uma nova página que acaba de ir ao ar, intitulada “Do the Math” (em português, “Faça as Contas”), não é diferente.

Microsoft - Do the math Macs vs. PCs

Logo de cara, a Microsoft compara um MacBook Pro de 17″ (US$2.350) com um HP Pavillion DV7 (US$1.000), afirmando que a diferença de US$1.350 poderia ser usada “numa viagem para o Havaí”, em vez de “navegar pela web”.

Talvez o melhor exemplo para demonstrar o quanto a campanha é furada é dar uma olhada na tabela comparativa que a Microsoft montou relacionada com o MacBook Air de 11 polegadas [clique na imagem abaixo para ampliá-la]:

Comparativo da Microsoft com o MacBook Air

Vamos analisar isso, de cima pra baixo?

  • A Microsoft colocou o MacBook Air ao lado de três *netbooks*, apenas um deles com tela de 11,6 polegadas e nenhum com a mesma resolução/qualidade de display.
  • O MacBook Air *não* tem um disco rígido (HDD), como lista a tabela, e sim um drive de estado sólido (SSD) infinitamente mais rápido que qualquer um dos outros que foram injustamente listados como melhores analisando apenas a sua capacidade de armazenamento.
  • O processador Core 2 Duo atual dos Airs não é ainda um “Sandy Bridge”, mas continua sendo superior a todos os outros da tabela.
  • Me desculpe, Microsoft, mas eu quero PROVA de que qualquer uma dessas máquinas chega às tais 10 horas médias prometidas em suas baterias. As 5h do MacBook Air são reais.
  • Pobres os usuários que são obrigados a usar a suíte Windows Live e não têm acesso à iLife.
  • O MobileMe custa US$100 anuais, mas não é obrigatório e não se resume a armazenamento de dados online. Ademais, alternativas gratuitas, como o Dropbox, também estão disponíveis para usuários de Macs.
  • Proteção de segurança “comprada separadamente”? Hahahaha! Nós não *precisamos*, Microsoft. 😛

Outras dúvidas: por que a Microsoft só comparou pesos (o Air ganhou, por sinal) e não as dimensões físicas dessas máquinas? Quais são os chipsets gráficos delas? Será que todas elas têm teclados de tamanho convencional e trackpads multi-touch? Ah, para terminar, vale lembrar: nenhuma roda o Mac OS X.

Bacana isso, hein? Justo, muito justo… Façam vocês, as contas. 😉

[via WinRumors]

Posts relacionados

Comentários