Antes de encher as nuvens com som, Apple ainda precisa das bênçãos de editoras musicais

Ícone do iTunes 10

Ícone do iTunes 10Segundo rumores, a Apple já teria fechado acordos com três grandes gravadoras (Warner Music, EMI e Sony Music), ficando de fora apenas uma (Universal Music)… mas só por enquanto. Contudo, Peter Kafka, do AllThingsD, lembra-nos de algo muito importante: de nada adianta ter o aval das gravadoras, se as editoras musicais não concordarem também.

A notícia boa, porém, é que a Apple não teria que superar nenhum obstáculo intransponível para conseguir fechar esses acordos adicionais e mandar as nossas músicas pras nuvens: segundo Kafka, as negociações com editoras musicas teriam simplesmente ficado por último na fila de afazeres da gigante de Cupertino. Um processo similar teria se desenrolado na ampliação dos previews da iTunes Store par 90 segundos, que teria sido fechada com as gravadoras em setembro, mas concretizada com as editoras apenas posteriormente.

As fontes de Kafka acreditam que o novo serviço pode ser anunciado já na WWDC 2011, caso os acordos sejam firmados a tempo. Particularmente, eu não contaria tanto assim com isso: o pessoal da indústria musical costuma ser meio teimoso e criar caso por nada. Pelo menos os cronogramas da Apple não deverão desabar por falta disso — se não anunciarem o iTunes na nuvem agora em junho, com outros serviços de cloud computing, sempre teremos o evento musical de setembro, recheado de iGadgets para fazer bom uso dessa novidade.

[via MacStories]

Posts relacionados

Comentários