Rumor: iTunes na nuvem vai “analisar e espelhar” coleções de músicas dos usuários

iTunes espelhado na nuvem

iTunes espelhado na nuvemInformações conseguidas pela BusinessWeek indicam que o serviço da Apple de músicas na nuvem pode ter um belo diferencial em relação ao que já é oferecido por Google e Amazon.com — e não estou falando de acordos com as gravadoras, mas sim de facilidades para o usuário.

De acordo com três fontes familiarizadas com o projeto, haverá uma ferramenta para analisar uma coleção de músicas no iTunes e rapidamente espelhar o conteúdo nos servidores da Apple. Você entendeu “sem upload”? Foi o que eu entendi. 😀

Tem mais: se um determinado arquivo do usuário for considerado de baixa qualidade, a Maçã poderá substituí-lo por uma versão superior na nuvem. Isso deverá permitir o streaming de faixas iTunes Plus, a 256kbps, mesmo que o usuário as tenha comprado antes de essa ser a norma.

Isso terá um preço, porém, e uma possibilidade concreta é de que esteja embutido na assinatura de US$100 anuais hoje cobrada pelo MobileMe. Para as gravadoras, é um ótimo negócio, já que pode permitir que elas lucrem alguma coisa com faixas pirateadas — o usuário pode até não ter pagado pela música, mas vai acabar pagando pelo acesso à nuvem da Apple.

Aos poucos, o iCloud vai tomando forma… será que ouviremos algo oficial durante a WWDC?

[via MacStories | imagem: fdecomite]

Posts relacionados

Comentários