Com o Google Wallet lançado, qual será o futuro de pagamentos através do iPhone?

Google Wallet

Propor um sistema integrado de pagamentos para smartphones é um desejo já conhecido de várias empresas, mas a ideia que deu início ao segmento foi a do Google, com o lançamento do Wallet. Fruto de uma aliança da empresa com a MasterCard, o serviço tem muito potencial, mas desperta dúvida no fato de ser inicialmente baseado apenas no Android.

Google Wallet

Os motivos para isso, no entanto, têm pouco a ver com a estratégia da gigante de buscas — até porque o único smartphone com hardware NFC capaz de tirar proveito da novidade é o Nexus S 4G; outros certamente o seguirão. Como Jean-Louis Gassé destacou, o Google criou um sistema de pagamentos para smartphones usando o olhar de uma empresa de anúncios; logo, ela espera faturar com a sua disponibilidade em várias plataformas móveis.

No entanto, tudo dependerá de como outros bancos e administradoras de cartões de crédito encararão a novidade, isso sem contar quais fabricantes de smartphones se juntarão à Samsung e colocarão o tão falado hardware NFC em seus respectivos produtos. Ao longo dos anos, cansamos de falar sobre como essa tecnologia funcionaria no iPhone (e este resumo do TUAW condensa boa parte dos detalhes), mas, nas inúmeras vezes em que abordamos esse tipo de tecnologia, sempre existia referência a uma proposta de serviço da Apple, e não da integração da sua plataforma móvel com outros sistemas.

Por ora, as expectativas por um modelo de pagamentos para outros smartphones estão divididas: muitos rumores destacaram a possibilidade de a Apple lançar uma estratégia concorrente restrita ao iPhone, algo que outros também esperam da Microsoft para o Windows Phone 7. Em meio a isso, o Daring Fireball diz que o já existente PayPal está levando o Google à justiça, mesmo com o Wallet ainda indisponível.

Todas essas disparidades são preocupantes, pois ideias de substitutos para o cartão de crédito existem há anos e sempre falharam por causa da falta de padronização. Hoje, já podemos dizer que a tecnologia para os smartphones lidarem com pagamentos existe e é viável, mas o sucesso das suas implementações dependerá de como a Apple e outras gigantes do setor pretendem atuar. Concorrentes da Maçã e de outras empresas para o Wallet são quase certos para o futuro, mas todos serão inúteis se o comércio e as empresas em geral tiverem de se decidir por qual deles usar.

Posts relacionados

Comentários

Deixe uma resposta