A IBM vai completar 100 anos nesta semana; será que a Apple chega a essa idade?

Logo da IBM

Viver 100 anos não é fácil: pouquíssimas pessoas conseguem chegar ao terceiro dígito de idade. Atualmente, nem mesmo empresas têm conseguido alcançar essa marca facilmente, até porque muitas delas não resistem à mudança e evolução natural da humanidade. Quando falamos de tecnologia, então, aí é que fica complicado mesmo para uma companhia durar mais que um século.

Logo da IBM

…mas com um corpinho de 30.

Por isso, parabéns ao quadrado para a IBM, que nesta semana completa 100 anos desde sua fundação! Para ser mais exato, a Big Blue sopra velinhas em 16 de junho, quinta-feira. Mas será que a nossa empresa de tecnologia favorita, a Apple, consegue chegar a esse ponto? O The Economist acredita que sim — e que a lista de possíveis centenárias ainda incluiria Amazon.com e Facebook.

O segredo para a longevidade estaria em ser uma empresa flexível, de foco variável. A Maçã começou com computadores, depois passou para tocadores de música, então apelou para smartphones e tablets, chegando agora à oferta de serviços na nuvem — só uma coisa não mudou: tudo gira em torno da venda de hardware de qualidade, com design diferenciado e preços premium. A Apple é praticamente um alvo móvel, e dos rápidos.

Infelizmente, o mesmo não pode ser dito de companhias grandes, gordas e estagnadas, como Dell, Cisco e Microsoft: as três são bem-sucedidas em suas áreas de atuação, mas apenas nelas, e o futuro fora de seus focos é incerto. Alguém consegue imaginar, por exemplo, a Microsoft sem o Windows? Só pra lembrar, apesar de seu sucesso entre jovens e adultos, o Xbox quase não dá lucro — ele basicamente se paga.

E o Google, nessa história? Bem, apesar de ser uma empresa forte o bastante para ter fracasso em cima de fracasso e nunca se abalar (Wave? Buzz?), a gigante de buscas vive basicamente de… buscas. E da publicidade que consegue vender a partir disso, claro. Será que ela conseguiria ir além disso e tirar boa parte de suas receitas do Android, por exemplo? Difícil prever.

Bem, espero estar por aqui em 2076, quando a Apple completa 100 anos (eu, um velhinho de 93 anos, já pensou?). É quase certo que Steve Jobs não estará mais entre nós, nesse dia, mas creio que ele tenha deixado uma marquinha no Universo grande o bastante para ela continuar visível daqui pra lá.

[via Cult of Mac]

Posts relacionados

Comentários