AAPL levou uma surra nos últimos dias, mas analista reforça que a bonança virá

Stocks no iPhone

Estas últimas semanas não têm sido fáceis para a NASDAQ:AAPL: fechamento após fechamento, as quedas das ações da Apple têm sido sucessivas, apesar do futuro promissor que aguarda praticamente todos os produtos da companhia (menos o iPod classic, que só está vivo por causa de Jobs). A coisa anda tão séria, que há até suspeita de manipulação dos papéis da Maçã!

Desempenho da AAPL em 20 de junho de 2011

O final da semana passada e o início desta foram especialmente tensos no mercado: a AAPL fechou o dia hoje valendo US$315,32, tendo chegado a um mínimo de US$311,55 no começo das negociações. Qual seria a causa para ações que valiam US$363,13 há pouco mais de um trimestre estarem nesse nível agora?

O SAI aponta quatro possíveis: 1. a incerteza sobre a sucessão de Steve Jobs (alguém precisa ler mais sobre a Apple University [1, 2]); 2. a falta de um iPhone novo na WWDC; 3. o crescimento do Android, e 4. o tamanho da Apple (quanto maior uma empresa, mais complicado fica para ela crescer). O Seeking Alpha apontou ainda mais um fator: uma contração generalizada entre grandes companhias de tecnologia estaria puxando a Maçã por tabela.

Nada disso impediu que o analista Andy Zaky recomendasse a compra de AAPL no final da semana passada. Zaky só fizera isso três vezes na história da companhia — em duas delas, o resultado foi (literalmente) riquíssimo, e saberemos o desdobramento da terceira daqui a alguns meses. Assim, ele recomendou a compra com retorno a médio prazo (18 meses), esperando um preço-alvo de US$500 no final de 2012.

Desempenho da AAPL - asymco

Agora, se alguém puder me ajudar e traduzir o que o Horace Dediu quis dizer com esta série de gráficos, eu agradeceria. Meu melhor palpite é que atualmente a Apple é muito desvalorizada por Wall Street… estou certo?

[via Fortune Tech]

Posts relacionados

Comentários