Governo brasileiro já está planejando expansão de acordos com a Foxconn

Logo da Foxconn e bandeira do Brasil

Ainda nem começamos a produzir iPhones e iPads, e o governo brasileiro já está de olho em expandir os investimentos da Foxconn em solo nacional. Durante uma reunião com cerca de 300 empresários ligados ao Grupo de Líderes Empresariais (Lide), o ministro da Ciência e Tecnologia, Aloizio Mercadante, anunciou que uma equipe técnica deverá voltar à China para dar continuidade às negociações.

Logo da Foxconn e bandeira do Brasil

A COMPUTERWORLD trouxe a seguinte informação:

[Os ministros] vão negociar com a fabricante a produção de telas para iPhone, tablets e também para PCs. O plano do governo brasileiro é fechar um primeiro acordo com a Foxconn para fabricar telas de 6,5 polegadas e depois estender a produção para os displays de 8 polegadas.

Se isso estiver correto, é provável que a produção inicial de displays passe bem longe dos produtos da Apple, que não usam as dimensões mencionadas. Apesar disso, Mercadante garantiu que a produção da Foxconn em Jundiaí terá início em setembro — um leve atraso por causa da falta de mão de obra qualificada e problemas nas obras da alça de acesso às instalações da fábrica.

Está nos planos, ainda, atrair a instalação de indústrias de chips e semicondutores para o Brasil, o que ajudaria no equilíbrio da nossa balança comercial.

Posts relacionados

Comentários