Executivo admite culpa em caso de “insider trading” e vazamento de segredos da Apple

Fofoca

Pode até demorar um pouco, mas as investigações acerca da prática de insider trading (tráfico de informações) e vazamentos de segredos industriais da Apple estão surtindo efeito. Segundo o NYTimes.com, Walter Shimoon, ex-empregado da Flextronics (fabricante de carregadores e outros componentes para iPhones) admitiu seu envolvimento em trocas de informações sigilosas sobre performance real e estimativas de vendas de iPhones e iPods em dois semestres de 2009, além de ter sido ele quem revelou o primeiro codinome conhecido do iPad, K48.

Fofoca

Shimoon foi a 12ª pessoa a declarar-se culpada nesta investigação ampla sobre insider trading. O alvo principal desta operação são “redes de especialistas” as quais procuram organizar encontros entre empregados de grandes companhias (ou suas fornecedoras) e firmas de consultoria para investidores. Nessas reuniões são repassadas informações sigilosas que conferem uma vantagem desleal para os acionistas que pagam caro pelo acesso a elas.

[via Cult of Mac]

Posts relacionados

Comentários