Artista captura imagens em Apple Stores usando spyware e acaba sendo alvo de investigação

Kyle McDonald

Você já parou pra pensar em como fica seu rosto em momentos como este? Momentos como este, nos quais você fica parado encarando a tela de um computador. Bem, o artista nova-iorquino Kyle McDonald pensou e criou o projeto People Staring at Computers, no qual ele mostra 1.000 imagens de pessoas encarando Macs enquanto os usam.

O resultado, você pode ver no vídeo abaixo:

Muito curiosa, essa ideia, mas ela esbarrou num pequeno problema: para coletar essas imagens todas, McDonald instalou um app espião em diversos Macs expostos em Apple Retail Stores sem autorização da gerência. Tal aplicativo tirava fotos dos clientes que estavam usando os computadores e as enviavam direto para os servidores do artista, onde elas eram armazenadas para concretizar o projeto.

Como gran finale, McDonald preparou uma “exposição” das imagens na Retail Store do SoHo: em vez de apenas tirar fotos, o app malicioso que o artista instalou fotografava a imagem de quem estivesse usando o computador na hora e em seguida exibia fotos de outras pessoas.

Obviamente, a Apple não ficou nem um pouco satisfeita com isso. Conforme conta o Mashable, semanas depois do evento quatro homens do Serviço Secreto bateram à porta de McDonald pela manhã para apreender um computador, um iPod e dois pendrives que lhe pertenciam, como parte de uma investigação por fraude eletrônica. (E, para constar, aparentemente é o Serviço Secreto quem tem competência legal para investigar este tipo de crime.)

O artista argumenta que não violou nenhuma lei e que pediu autorização, tanto aos seguranças quanto a vários clientes, para tirar fotos dentro das Apple Retail Stores. Infelizmente para McDonald, tirar fotos com uma câmera na hora e instalar um spyware nos Macs para tirar fotos ao acaso são duas coisas bem diferentes, assim como “Posso tirar um foto sua?” e “Posso tirar uma foto sua no banho?” têm implicações igualmente distintas.

Agora fica no ar a pergunta: quem passou da linha, o artista ou a Apple?

[via ifoAppleStore]

Posts relacionados

Comentários