Patenteie para travar: transferindo arquivos, gestos 3D, stylus inteligente e telas transparentes

Patente de gestos para transferir arquivos

A Hewlett-Packard pode achar que está levando a melhor com a integração entre o TouchPad e o Pre 3, em que basta aproximar os dois gadgets para trocar informações, mas a Apple não está dormindo no ponto. Uma patente publicada recentemente mostra um sistema similar de transferência de dados, mas usando gestos avançados, pra não dizer divertidos.

Patente de gestos para transferir arquivos

Num deles, o usuário poderia “derrubar” arquivos de um iPhone num iPad; em outro, o arquivo seria “atirado” na direção de um gadget distante (um mapa completo poderia ajudar, por sinal); seria possível ainda “aspirar” a informação como se um gadget estivesse varrendo o outro.

Quando este tipo de interação com metáforas físicas chegar ao mercado, certamente vai ficar mais fácil para leigos interagir com gadgets. Em vez de dizer “Envie essa foto pra pasta pública do Dropbox”, alguém poderá simplesmente pedir para “derrubar a foto aqui no meu iPad”. Loucura ou mágica? 😛

· · ·

Quem quer uma stylus? Pelo visto, a Apple quer — só isso justifica a imensa quantidade de patentes tratando desse tipo de acessório. A mais recente mostra duas aplicações curiosas para uma dessas canetinhas, uma das quais soa até meio bizarra: uma stylus com ponta aquecida, para otimizar a interação entre ela e os sensores capacitivos da touchscreen.

Patente de stylus inteligente

Outra aplicação, esta mais interessante, é equipar a stylus com diversos sensores, de forma que ela possa ser usada para capturar informações mesmo quando estivesse sendo usada sobre papel comum ou uma superfície qualquer. Imagine que tal stylus funcione como uma caneta; se ela tiver um acelerômetro e um giroscópio, seria possível capturar o movimento em tempo real e traduzir isso em informação. Ou seja, enquanto você escreve num papel, a stylus manda tudo para o iPad.

Soa promissor — já que todo mundo precisa andar com uma caneta, que seja pelo menos com uma que salve automaticamente no seu iGadget tudo o que for anotado em papel comum, sem precisar transcrever.

· · ·

Cansada de patentear dicionários de gestos bidimensionas (2D é tãããão 1995!), a Apple agora partiu para a terceira dimensão, bolando em um invento um aplicativo de desenho no qual é possível traçar sólidos usando gestos tridimensionais.

Patente de gestos 3D

“Tridimensionais” como em “tirando os dedos da touchscreen”. Seria possível desenhar uma pirâmide, por exemplo, tocando a tela com três dedos e então erguendo-os num movimento de pinça tridimensional, ou ajustar níveis de cores movendo os dedos mais para perto ou para longe da tela. Fica no ar apenas a pergunta “Como diabos a Apple pretende fazer uma tela sensível ao toque registrar gestos sem toque?”

Ah, claro, isso já está patenteado.

· · ·

Procurando aprimorar o uso de realidade aumentada em seus gadgets, a Apple propôs em uma patente o emprego de um esquema de tela dividida, na qual uma metade mostraria informações obtidas pela câmera de um gadget, enquanto a outra ofereceria informações adicionais, como uma representação tridimensional da localidade sendo observada.

Patente de tela transparente

Mas isso não é nada, perto da proposição de um gadget total ou parcialmente transparente — sim, em vez de usar imagens captadas por uma câmera, seria possível simplesmente ver a realidade aumentada (literalmente) através do aparelho. O invento descreve ainda como seria possível usar o estado dos pixels para permitir ou impedir a passagem de luz, podendo esta tecnologia ser usada até em janelas de ônibus turísticos, exibindo informações sobre a paisagem de uma cidade.

De todas as patentes que já vi, esta é uma das que soam mais futuristas. Já pensou, um iPad realmente transparente que reconhecesse o que aparece através dele?

[via Patently Apple: 1, 2, 3]

Posts relacionados

Comentários