Steve Ballmer comemora números de vendas de PCs e aproveita para dar cutucada na Apple

Steve Ballmer, CEO da Microsoft

A Microsoft já fatura menos que a Apple, lucra menos que a Apple, não tem uma marca tão forte quanto a da Apple e vale bem menos que a Apple. Por isso, resta a Steve Ballmer fazer chacota de uma das poucas coisas que ainda lhe restam: o domínio do mercado de PCs.

Steve Ballmer, CEO da Microsoft

Hoje, durante a Worldwide Partner Conference, o CEO da Microsoft revelou que já foram comercializados mais de 400 milhões de licenças do Windows 7 e que nos últimos 12 meses foram vendidos cerca de 350 milhões de PCs com Windows.

“Isso pode ser comparado com números de outros caras, que estão na faixa dos 20 milhões… vejam, 20 é bastante, mas 350, até a última vez que conferi, é bem mais do que 20”, disse o executivo. A Apple vendeu 15-16 milhões de Macs nesse mesmo período, então o resto deve compreender Linux e outros sistemas operacionais menores (a maioria de código aberto).

A Microsoft poderá continuar se gabando disso por muito tempo ainda, talvez até para sempre — enquanto durarem Apple e Microsoft, Windows e Macs —, mas talvez Ballmer não esteja bem informado quanto ao modelo de negócios da Apple, totalmente verticalizado. Há cinco anos, trimestre após trimestre, a Apple também supera a média de crescimento da indústria de OEMs de computadores.

A Apple é uma empresa de hardware, a qual usa seus softwares e serviços para vender… hardware. Enquanto a Microsoft lucra alguns dólares com a venda/instalação de cópias do Windows nesses PCs, a Apple lucra com a venda de Macs, com o sistema operacional, com os softwares nele instalados e com serviços+conteúdos como MobileMe/iCloud, iTunes/App Store, iBookstore e até mesmo acessórios/periféricos como monitores, bases Wi-Fi, cabos, fones de ouvido, etc.

Se você pudesse optar por uma das duas empresas para liderar — isto é, estar no papel de Steve Jobs ou de Steve Ballmer —, qual seria a sua escolha? 😉

[via Electronista]

Posts relacionados

Comentários