Da série: “Nunca pensei que fosse precisar do Find My iPhone”

Ícone do Find My iPhone

Nota do editor: recentemente publicamos aqui no site, entre vários outros casos, o relato de um leitor que sofreu um assalto em sua residência e conseguiu recuperar vários pertences com a ajuda da polícia, que acompanhou os bandidos pelo “Find My iPhone”. A história de hoje é bem mais leve, porém mostra mais uma vez o quanto o serviço é útil. 🙂

· · ·

por Roberto Sinay Neves Neto

Estacionei meu carro no prédio no qual trabalho, com o manobrista. No final da manhã, ao descer, peguei a chave e fui informado de que meu carro estava bem “ali na frente”.

Encontrei-o e ativei o alarme (ouvi o “píí”), abri a porta traseira, coloquei minha pasta com meu MacBook Air e meu iPad 2, além de tokens e acessórios da Apple — carregadores, SuperDrive, etc., e entrei. Percebi um saquinho de lixo junto à marcha (o meu não tem), dei uma olhada no som e… Ops! Estou no carro errado!

Saí rapidinho, com vergonha pela bobagem e medo de me verem num carro que não é meu. Ativei o alarme novamente e ouvi mais uma vez o som característico. Não é que ele estava bem na frente do que entrei por engano? Aliviado, fui embora.

Passei no banco, fui ao shopping almoçar e, ao chegar e pegar minha pasta… Cadê ela?! Sim, havia deixado-a no carro errado!!

Liguei para o escritório, pedi para descerem até a garagem e conversar com o manobrista para procurarem o carro. Sabe aquela sensação de: “Putz, não acredito que isso aconteceu comigo” misturado com: “Não acredito que eu fiz isso”, com todo aquele frio percorrendo a espinha? Pronto, foi assim que me senti.

Voltando, percebi que de nada adiantaria procurarem o carro se ele não estivesse mais lá. Imediatamente, lembrei dos casos de roubo e imaginei ter que dar queixa. De que, mesmo? Roubo? Idiotice minha? COMO, se a pessoa — a dona do carro — nem sabe que está levando minhas coisas?!

Ícone do Find My iPhonePeguei meu iPhone (este sempre anda comigo) e acessei o aplicativo Find My iPhone. Ufa! O iPad está na mesma avenida, imóvel… Espera… SIM, no mesmo prédio!

Chegando lá, estavam todos perto do carro. E para pegá-la de volta? Ok, entrei, deixei minha pasta lá, mas isso não me dá o direito de abrir o carro novamente (sim, ele estava destrancado — não foi meu alarme que o destravou), certo?

Mostrei o aplicativo, escrevi uma mensagem para aparecer no iPad e tocar, enquanto o supervisor chegava com o proprietário rindo e dizendo: “Mas que história, hein?” Ele pegou a minha pasta (que apitava, pois havia acionado o som pelo Find My iPhone) e a devolveu, visto que obviamente não era dele.

Pense num almoço pálido, misto de alívio com sorriso amarelo. Só quem esteve perto de perder seus gadgets sabe o que é. Eu juro que quero o novo MacBook Air, mas queria trocar, não ter que COMPRAR um do zero. 😉

Posts relacionados

Comentários