Desenvolvedor do FingerKicks afirma que mais de 90% dos seus usuários piratearam o jogo

FingerKicks em site de pirataria

No começo deste mês, destacamos aqui no site e sorteamos códigos promocionais do FingerKicks, joguinho bem bacana criado pelos colegas portugueses da GAMEized. Pois os que ganharam esses promo codes e os que compraram o game fazem parte de um grupo de apenas ~10% dos seus usuários; os outros 90% preferiram piratear o título.

Publicidade

FingerKicks em site de pirataria

O dado vem da própria GAMEized, que publicou em seu blog oficial um manifesto contra a pirataria, destacando o quanto ela prejudica desenvolvedores. A história é a mesma de sempre, mas quem pirateia continua nem aí. Muitos nem têm noção de que estão cometendo um crime, porque é muito fácil piratear softwares e poucos são punidos por isso.

O FingerKicks custa apenas US$1 na App Store, mas nove em cada dez jogadores dele possuem cópias ilegais do jogo, adquiridas através de sites de compartilhamento para iGadgets com jailbreak (daí a má fama da prática).

Publicidade

Falando numericamente, a GAMEized teria vendido cerca de 1.200 cópias legais do game, mas já há mais de 17.000 jogadores ativos dele cadastrados no Game Center. Ou seja, a desenvolvedora faturou até o momento US$800-900 com seu trabalho, enquanto poderia ter lucrado mais de US$11.000 (já retirando os 30% devidos à Apple — que também sai prejudicada na história). Que coisa, não?

Triste realidade… E não tem outro desfecho possível: desenvolvedoras como a GAMEized acabarão desistindo de apostar no mercado e partirão para outra, e aí os criminosos não terão mais o que piratear. TODOS saem perdendo.

[via ITProPortal.com]

Publicidade

Posts relacionados

Comentários

Carregando os comentários…