Patenteie para travar: símbolo do dock de 30 pinos, realidade aumentada e mais advogados

Registro do símbolo do conector de 30 pinos

Às vezes isso passa sob a linha do radar, mas a Apple colocou no mercado com exclusividade um dos conectores mais populares do mundo: o dock de 30 pinos. Para representá-lo, a Maçã usa uma marca geométrica extremamente simples: um retângulo de cantos arredondados com uma linha horizontal em seu interior. Pois bem, tal símbolo acaba de ser registrado na categoria internacional que inclui desde aparelhos de GPS até leitores de ebooks (não que a Apple vá lançar um desses, mas sim porque é preciso ser prevenido).

Registro do símbolo do conector de 30 pinos

Se compararmos esse e outros ícones de conectores da Maçã com o que é usado em portas USB (uma combinação incompreensível de quadrado, círculo, triângulo e linhas retas e curvas), fica fácil perceber que a Apple prima pelo minimalismo a ponto de ser fácil pegar um lápis, desenhar isso num papel qualquer e o resultado ser perfeito.

Isso sem falar que associar esse desenho com o conector é moleza: deve ser a coisa mais comprida e fina do mercado todo.

· · ·

Realidade aumentada é uma tendência forte entre apps, e uma patente da Apple pode fazer algo simples, mas revolucionário, na aplicação desse tipo de tecnologia: a possibilidade de um usuário adicionar anotações a objetos. Seria o equivalente a usar o Pré-Visualização (Preview) do OS X para colocar um texto sobre uma imagem, só que neste caso a operação seria feita com vídeo em tempo real.

Patente de anotações em realidade aumentada

Imagine que você está mostrando uma placa-mãe via FaceTime; segundo este invento da Apple, você poderia adicionar um balão apontando os componentes dessa placa-mãe e seu interlocutor veria todas as adições que você fizesse. Caso você mudasse de posição durante a conversa, as anotações acompanhariam o objeto, inclusive em três dimensões, graças a dados do acelerômetro e do giroscópio, além de reconhecimento do objeto em tempo real.

Resta saber se isto vai aparecer em gadgets opacos ou transparentes.

· · ·

De que valem todas as patentes do mundo, se você não tiver advogados para esfregá-las brutalmente na cara de outras empresas? Nada! Por isso, a Apple está procurando expandir seu quadro jurídico (ou compensar uma perda recente), contratando um advogado sênior especializado em litígios envolvendo patentes e um advogado para traçar estratégias de processos em geral.

Mas o melhor é que, conquistando uma dessas vagas, o recém-contratado vai integrar “uma equipe de advogados divertida, amigável e extrovertida” — sério, tem esse texto na descrição de uma das vagas. Eu me pergunto se esse não é o posto de trabalho PERFEITO para alguém como a Elle Woods.

Uma coisa certa, ela já fez: usou um iBook durante o curso de Direito. 😛

[via Electronista; Patently Apple: 1, 2]

Posts relacionados

Comentários