Destaques e pontos abordados na conferência de resultados financeiros da Apple para o FQ3 2011

Meio logo da Apple

Conforme vimos mais cedo, o terceiro trimestre fiscal de 2011 trouxe novos recordes para vários produtos da Apple, registrando também um crescimento anual impressionante em receita. Uma conferência realizada por telefone com acionistas destacou mais detalhes e outras informações sobre a situação atual da empresa.

Meio logo da Apple

O evento contou com a presença de Tim Cook (chefe de operações da Apple, ou COO) e Peter Oppenheimer (chefe da área de finanças, ou CFO), como em encontros anteriores. Os principais pontos abordados durante a conferência estão listados a seguir:

Segmentos regionais

  • Vendas internacionais representaram 62% das receitas da Apple no FQ3 de 2011.
  • Cerca de 13% das receitas da Apple (US$3,8 bilhões) vêm da China; na Ásia como um todo, as vendas somaram US$4,7 bilhões.
  • “[Na China] estamos apenas arranhando a superfície”, comentou Cook.

Mac

  • Foram vendidos 3,95 milhões unidades no trimestre (14% a mais que há um ano).
  • HOT! Este foi o 21º trimestre seguido em que o Mac cresceu mais que a média da indústria de PCs (mais que quatro vezes a previsão do IDC para o mercado, segundo Oppenheimer) e o melhor FQ3 da história dos computadores da Maçã.
  • O crescimento foi particularmente alto na Ásia, com 57%.
  • Para Cook, o crescimento não foi maior por três motivos: 1. um pouco de canibalização do iPad (vide mais abaixo); 2. consumidores esperando a chegada do OS X Lion amanhã, e 3. em 2010, o FQ3 teve o lançamento de novos MacBooks Pro, enquanto neste ano foram iMacs — notebooks sempre vendem bem mais que desktops.
  • HOT! O OS X Lion estará na Mac App Store amanhã.

iPhone

  • HOT! As vendas registraram um recorde de 20,34 milhões de unidades (crescimento anual de 142%), mesmo sem o lançamento de um novo modelo em junho; as vendas somaram US$13,3 bilhões (+150% em relação ao ano passado). Isso dá mais de dois iPhones por segundo!
  • HOT! O iPhone cresceu mais que o dobro da estimativa do IDC para o resto do mercado de smartphones.
  • Das empresas na lista Fortune 500, 91% já usam o iPhone como aparelho primário ou testam sua aplicação; entre elas, temos grandes nomes como Nestlé, Dow Chemical, Glaxo Smith Kline e Comcast. Da lista Global 500, 57% já adotam o smartphone da Maçã.
  • Na Ásia, o crescimento do iPhone foi muito maior, praticamente quadruplicando; internacionalmente, China, Brasil, México e Oriente Médio foram as regiões de maior crescimento. “Estamos começando a ver os frutos de nosso trabalho nesses mercados”, comentou Cook.
  • O iPhone está hoje disponível em 228 operadoras de 105 países, totalizando mais de 115.000 pontos de venda, mas a Apple ainda quer mais parceiras.
  • Cook mencionou ainda que abordar o mercado pré-pago será necessário para chegar aos volumes que a Apple almeja alcançar. “Acredito piamente que não há smartphone melhor [que o iPhone 4] para quem está abandonando um celular comum”, opinou Cook.

iPad

  • HOT! Foram vendidos 9,25 milhões de unidades (183% a mais que no FQ3 de 2010); as vendas somaram mais de US$6 bilhões. Em média, mais de um iPad por segundo, durante três meses inteiros.
  • HOT! Pela primeira vez foram vendidos mais iPads que iPods.
  • A nova tablet chegou a mais 36 países durante o trimestre, totalizando 64.
  • Das empresas na lista Fortune 500, 86% já usam ou avaliam o uso do iPad; na lista Global 500, a adoção é em 47% das companhias.
  • HOT! Todos os iPads fabricados durante o trimestre foram vendidos.
  • Tim Cook avalia que há, inevitavelmente, um pouco de canibalização com o Mac, mas que a maior parte dos consumidores deixa de comprar um PC ao optar pelo iPad.
  • As vendas do iPad têm sido “frenéticas” e os usos que são dados para a tablet têm deixado a companhia “encantada”.
  • Todos na Apple ficaram chocados com as vendas de iPads para o segmento de Educação Infantil e Ensino Fundamental, superando as vendas de Macs; “Foi absolutamente chocante. Nunca teríamos previsto isso.”
  • Cook: “Não parece que nenhum outra tablet está ganhando tração.”

iPod+iTunes

  • Foram vendidos 7,54 milhões de iPods — uma queda anual de 20%. Essa tendência deverá continuar.
  • Mais da metade dos iPods vendidos foram touches.
  • O Apple TV vai bem, mas não deverá ser promovido do status de hobby tão cedo; “Continuamos investindo nele porque acreditamos que há algo ali”, disse Cook.
  • O executivo comentou ainda que a transição para o novo modelo de US$100, que usa o processador A4, foi uma decisão sábia da Apple.
  • HOT! A seção de vídeos da iTunes Store deverá receber “coisas boas” no próximo trimestre — 1080p, alguém?
  • A iTunes Store conta agora com 225 milhões de usuários cadastrados com cartões de crédito no mundo todo.

Apple Retail Stores

  • As vendas da Apple no varejo responderam por US$3,5 bilhões (aumento de 36%).
  • A receita média por loja foi de US$10,8 milhões (aumento de 20%).
  • O número de visitantes no trimestre foi de 73,7 milhões, um aumento de 21,8%.
  • Cerca de 768.000 Macs foram vendidos em Retail Stores — metade para novatos na plataforma.
  • Cerca de 30 novas Retail Stores deverão ser abertas apenas no próximo trimestre.

Projeções para o próximo trimestre

  • São esperadas receitas de US$25 bilhões e lucros por ação diluída de aproximadamente US$5,50.
  • Margens brutas deverão ficar em torno de 38%.
  • Todas as principais linhas de produtos (menos os iPods) deverão experimentar crescimento.
  • HOT! Uma “futura transição de produtos” é aguardada para o outono do Hemisfério Norte aliado ao lançamento do iCloud e de outros serviços.

Outro tópicos

  • Ao todo, já foram vendidos mais de 220 milhões de iGadgets e desenvolvedores já receberam mais de US$2,5 bilhões.
  • HOT! Cook sobre litígios de patentes: “Adoramos competição, achamos ótimo, mas queremos que as pessoas inventem suas próprias coisas e vamos defender nossa propriedade intelectual.”
  • Os suprimentos de NAND flash, DRAM, LCDs, baterias e drives ópticos estão com um suprimento positivo atualmente, mas HDDs deverão sofrer uma queda menor de preços no futuro.
  • HOT! Alfinetando o Google, Cook comparou os 33 milhões de iGadgets vendidos no trimestre com o número de ativações diárias do Android: “Nossos números são diretos, transparentes e apresentados trimestralmente.”
  • Cook, sobre a possibilidade de lançar um iPhone mais barato: “Nossa filosofia é a mesma de sempre. Só fazemos produtos dos quais nos orgulhamos e que sejam os melhores do mundo. Se pudermos fazer isso e o preço acabar menor, então achamos ótimo. Um exemplo disso é o iPod shuffle: ele começou com um preço diferente e hoje custa US$50. […] Faz parte do nosso trabalho convencer as pessoas a investir um pouco mais por um produto muito melhor. As pessoas vão fazer isso se o produto for ótimo e a mensagem, adequada.”

· · ·

As reservas de capital da Apple agora aumentaram US$10 bilhões, subindo para um total de US$76,2 bilhões. Na expectativa destes resultados, a NASDAQ:AAPL fechou o dia cotada a US$376,85 (aumento de 1,35%), um recorde histórico); nas negociações pós-fechamento já está valendo US$393,28 (+4,36%).

[via AppleInsider, MacDailyNews, MacRumors]

Posts relacionados

Comentários