Segurança no Lion faz a expressão “leão de chácara” assumir um novo significado

Departamento de segurança do Mac

Segurança é sempre um assunto delicado, quando falamos de sistemas operacionais, especialmente de sistemas operacionais novos — tipo um aí que foi lançado ontem e já vendeu 1 milhão de cópias. Justamente para falar desse tema, Dan Goodin, do The Register, explorou essa faceta do OS X Lion e gostou muito do que viu.

Departamento de segurança do Mac

Segundo especialistas na área, o Leão traz uma verdadeira revolução em segurança, saltando adiante de todos os outros sistemas operacionais no mercado, sendo bem mais resistente a malware e investidas de hackers. Um dos motivos é a implementação correta de ASLR (Address Space Layout Randomization, presente desde o Leopard, mas de forma inadequada), que protege a memória de ataques, e de sandboxing, que restringe o alcance de aplicativos.

Outra melhoria é a classificação de Safari Web Content para processos no navegador padrão do Lion, o que minimiza os danos que podem ser causados por vulnerabilidades e bugs. A criptografia do FileVault também foi completamente re-escrita, podendo operar no nível de blocos, e não mais apenas no nível de arquivos, sendo capaz também encriptar backups do Time Machine automaticamente.

Contudo, o velho adágio continua valendo: não existe 100% de segurança, portanto nada de sair clicando/instalando tudo o que aparece pela frente. Isso, porém, não torna menos verdade a recomendação de Dino Dai Zovi, consultor de segurança: “Geralmente digo para usuários de Macs que, se eles ligam para segurança, então devem fazer o upgrade pro Lion o quanto antes, e o mesmo vale para usuários do Windows.”

[dica do Valmir Pimenta]

Posts relacionados

Comentários