Credora de empresa falida processa a Apple para cobrar US$420.000

Logo da falida Ultimate Electronics

Logo da falida Ultimate ElectronicsEm abril, a rede de lojas Ultimate Electronics fez sua última queima de estoque antes de decretar falência e retornar ao pó, tendo suas contas encerradas pela Ultimate Acquisition Partners. Esta, porém, acredita que a finada rede de lojas ainda tem assuntos em aberto no mundo das companhias vivas e resolveu ir atrás dos seus direitos na justiça, processando a Apple para cobrar mais de US$420.000.

Publicidade

Acontece que as lojas que fecharam compravam produtos da Maçã para revender, e esse dinheiro todo seria oriundo de transferências preferenciais pagas fora de ordem à gigante de Cupertino. Ou seja, a Apple recebeu esses créditos da falida antes de credores que deveriam ter prioridade.

É quase certo que essa cobrança poderá ser negociada para ficar um pouco mais amena — afinal de contas, uma empresa não conseguiria acumular US$76 bilhões distribuindo dinheiro a torto e a direito. Que sirva de lição, crianças: cuidado ao negociar com empresas beirando a falência, cuidem para que vocês sejam sempre os credores preferenciais.

[via AppleInsider]

Publicidade

Posts relacionados

Comentários

Carregando os comentários…