Testes comprovam que novos AirPorts Extreme e Time Capsules trazem melhorias no seu desempenho

Gráfico performance/alcance — Airport Extreme

Lembra da última atualização do Time Capsule e do AirPort Extreme? Foi um pouco aquém do que imaginávamos, né? A boa e velha indústria do rumor que nos faz acreditar em coisas que não deveríamos: 1, 2.

Todavia, segundo testes realizados por Brian Klug para o AnandTech, os novos harwares melhoraram (e muito!) em performance e alcance. Veja os gráficos abaixo:

Gráfico performance/alcance — Airport Extreme

Gráfico performance/alcance — Airport Extreme

Embora o visual dos produtos em si não tenha sido alterado de forma alguma, uma olhada nesses gráficos mostra que a coisa melhorou bastante.

De acordo com os testes, o novo AirPort Extreme melhora drasticamente a taxa de transferência em regiões onde o sinal era previamente inutilizável. Segundo Brian, antes um MacBook Pro 2010 (não é a máquina base para esse teste) não conseguia se conectar à localização 4, sendo que agora, além de se conectar, ele é capaz de trabalhar a 23Mbps (11Mbps a menos que um MBP 2011).

As principais melhorias com AFS acontecem nos extremos onde anteriormente o sinal era inutilizável em 2,4GHz e em 5GHz. Isso mostra a diferença da solução WLAN da quinta geração para a quarta geração.

O novo AirPort Extreme possui um chip da fabricante Broadcom, sendo que a geração anterior possuía um chip da Marvell. Isso acabou trazendo dois grandes benefícios: primeiro, como vimos, performance e alcance, benefícios “normais” já que a Apple trocou um chip de uma geração antiga (de alguns anos atrás) por um novo. O segundo benefício é diretamente relacionado ao modelo de negócios da Apple (estratégia de integração vertical): ela utiliza chips da Broadcom em diversos produtos como iPhone, iPad, MacBooks e iMacs. Isso com certeza facilita a “conversa” entre esses hardwares (alguma técnica de agregação que acelera as coisas em alguns cenários), o que na prática se transforma em ganhos.

Taí outro exemplo de como ter o controle completo de hardware/software pode de fato resultar em algum benefício — neste caso, mais velocidade e alcance. Agora, devido a essas mudanças internas, só nos resta esperar que os produtos não demorem a ser homologados pela Anatel.

[via MacRumors]

Posts relacionados

Comentários