Discussão sobre pornografia na App Store volta com a aprovação do app MAX GO, da HBO

Tem tempo que não falamos sobre um app aprovado pela Apple que na teoria não deveria ter sido. Segundo as regras da App Store, nenhum aplicativo com conteúdo pornográfico pode aterrissar na loja. O próprio Steve Jobs já teceu comentários sobre isso alfinetando a loja do Android:

Sabe, há uma loja pornô para Android. Você não pode baixar nada além de pornografia. Você pode baixar pornografia, seus filhos podem baixar pornografia. Esse é um lugar aonde não queremos ir — então não iremos para lá.

Mas parece que a equipe de aprovação da Maçã não prestou muita atenção no app MAX GO, disponível gratuitamente para iPhone e iPad.

Os assinantes do Cinemax, pelo menos por enquanto, podem assistir a dezenas de filmes — como por exemplo The Hills Have Thighs, Bikini Jones e The Temple of Eros, títulos estes que só passam na calada da noite, se é que me entendem…

Ok, ok, o app possui uma classificação etária de 17 anos. Mesmo assim, sabemos que conteúdo desse tipo não entra na loja — o app de um tabloide dinamarquês, por exemplo, foi proibido; já a Playboy, assim como a Amazon.com, criou a sua própria solução em formato de web app.

Por outro lado, séries de TV como Boardwalk Empire e Game of Thrones possuem nudez frontal e ainda assim estão disponíveis no iPad através do app HBO GO.

Posso estar redondamente enganado, mas me parece que em Boardwalk Empire e Game of Thrones, assim como em Rome, o recurso nudez é usado para contar uma história, ou seja, se faz necessário para retratar o tempo/período do acontecimento, como as coisas aconteciam naquela época. Seria como barrar a quarta temporada de Dexter da iTunes Store porque alguns episódios possuem nudez e cenas de sexo. Na minha opinião, isso não é pornografia. Faz parte da história, do enredo.

A diferença dos casos acima para os filmes citados do MAX GO é que esses estão muito mais para Playboy do que para Game of Thrones. Resta saber se a Apple vai ou não pedir para a HBO tirar esse tipo de conteúdo do app. E é claro que a discussão não vai parar por aqui, afinal, este não é o primeiro e nem será o último aplicativo aprovado pela Apple que vai gerar esse tipo de polêmica.

Posts relacionados

Comentários