Apple anuncia que Steve Jobs não é mais o seu CEO [atualizado 4x]

Steve Jobs

A diretoria da Apple acaba de anunciar a renúncia de Steve Jobs do posto de diretor executivo (CEO) da empresa, o qual será assumido por Tim Cook — até então executivo-chefe de operações (COO) da Maçã.

Jobs foi eleito presidente do conselho e Cook entrará para esse grupo, imediatamente.

Steve Jobs

“A visão extraordinária e liderança de Steve salvaram a Apple e a guiaram para a sua posição como a companhia mais inovadora e mais valiosa em tecnologia do mundo”, afirmou Art Levinson, presidente da Genentech, representando os diretores da Maçã. “Steve realizou incontáveis contribuições ao sucesso da Apple, e ele atraiu e inspirou empregados imensamente criativos e um time de executivo de primeira linha. Em sua nova posição como presidente do conselho, Steve continuará servindo a Apple com suas ideias únicas, criatividade e inspiração.”

Tim Cook, CEO da Apple“A diretoria tem confiança total de que Tim é a pessoa certa para ser o nosso próximo CEO”, continuou Levinson. “Seus 13 anos de serviço à Apple foram marcados por uma performance incrível, e ele demonstrou um talento sensacional e um julgamento preciso em tudo o que faz.”

Jobs enviou sua carta de renúncia à Apple hoje mesmo, e recomendou fortemente à diretoria que implementasse seu plano de sucessão, nomeando Tim Cook como CEO:

To the Apple Board of Directors and the Apple Community:

I have always said if there ever came a day when I could no longer meet my duties and expectations as Apple’s CEO, I would be the first to let you know. Unfortunately, that day has come.

I hereby resign as CEO of Apple. I would like to serve, if the Board sees fit, as Chairman of the Board, director and Apple employee.

As far as my successor goes, I strongly recommend that we execute our succession plan and name Tim Cook as CEO of Apple.

I believe Apple’s brightest and most innovative days are ahead of it. And I look forward to watching and contributing to its success in a new role.

I have made some of the best friends of my life at Apple, and I thank you all for the many years of being able to work alongside you.

Steve

Jobs, que tem hoje 55 anos de idade, estava de licença médica da Apple desde 17 de janeiro. Após seu retorno triunfal à Apple com a compra da NeXT, ele estava no posto de CEO da empresa desde 1997.

Obrigado por todo o seu trabalho como CEO da Apple, Steve!

Atualização

Eis uma boa oportunidade para linkarmos para alguns artigos relacionados, marcantes, interessantes (em ordem dos mais recentes para os mais antigos):

Divirtam-se.

Atualização II

Em menos de uma hora após o anúncio, as ações da Apple [NASDAQ:AAPL] já caem mais de 5% nas negociações pós-fechamento dos pregões:

AAPL pós Jobs

Veremos como elas se comportam a partir de amanhã.

Atualização III

Em sua nota sobre a saída de Jobs, o Wall Street Journal afirmou ter conversado com pessoas “próximas à Apple”, as quais garantem que Jobs continuará “ativamente envolvido” com a empresa e com a sua estratégia futura de produtos.

De fato, o anúncio de hoje só é uma oficialização do que já vem ocorrendo há muito tempo dentro da companhia. Jobs apenas anunciou a renúncia de um cargo que requer muito trabalho e que ele não está disposto ou não pode tocar atualmente. Ele não deixou a empresa e, felizmente, também não morreu.

Ademais, sabemos bem o quanto a Apple anda à frente do seu tempo e que é normal ela trabalhar hoje em produtos que só serão lançados daqui a um, dois… três anos! Por isso, mesmo hipotetizando que Jobs cortasse hoje todo o seu relacionamento com a empresa, não seria exagero afirmar que “seu dedo” estaria em praticamente tudo o que ela fizesse por pelo menos cinco anos à frente.

O comunicado que a Apple enviou à imprensa não foi nem um pouco descabido: na última década e meia Jobs certificou-se de montar um time executivo e de contratar os melhores profissionais do ramo para todas as áreas de atuação da Maçã. Tenham certeza de que a empresa está muito, muito bem assistida daqui pra frente.

Atualização IV

O Business Insider coletou alguns tweets da Bloomberg com mais informações sobre o anúncio de hoje. Segundo deu para entender, Steve Jobs continua com a saúde debilitada e passa muito tempo repousando em casa, mas esteve hoje na Apple trabalhando e participou da reunião de diretoria na qual fez o anúncio da sua renúncia.

A entrega do cargo de CEO para Tim Cook não teria a ver com uma piora no estado de saúde de Jobs.

Jobs também continua fazendo parte da diretoria da Walt Disney Company.

Posts relacionados

Comentários