Conheça a Apple Collection, um conjunto de documentos e peças históricas mantidas pela Universidade de Stanford

Jovem Steve Jobs

Coleções científicas são como uma forma de mergulhar em conhecimento puro acumulado ao longo de anos, décadas — em alguns casos, não é exagero falar em séculos ou milênios. Eis que uma curiosidade veio à tona hoje: a Universidade de Stanford mantém uma coleção de documentos centrados em torno das origens da Apple!

Sob os cuidados de [Henry Lowood, curador de coleções de história da ciência e tecnologia] e do historiador do projeto Leslie Berlin, a coleção da Apple no Stanford Silicon Valley Archives oferece uma janela única nos primórdios da Apple. A coleção compreende mais de 180 metros de documentos alinhados, fotos, vídeos, hardware e software, fazendo-a o maior acúmulo de material da Apple no mundo.

O mais incrível é que boa parte desse acervo vem da própria Apple, de uma doação feita em 1997 — coincidência ou não, foi a época do retorno de Jobs… estaria ele fazendo uma limpeza nos escritórios da companhia? Entre os materiais há desde imagens do jovem Steve até registros financeiros feitos à mão das primeiras vendas do Apple II, que depois de pouco tempo dispararam.

Mas sabe o que é a melhor coisa das coleções científicas? Elas costumam ser abertas ao público — se você parar pra pensar, de nada valem esses documentos se eles não forem estudados, acessados, manuseados. Tudo dentro de normas e com cuidados especiais para preservá-los, claro, mas ainda assim é muito interessante pensar que qualquer um poderia, teoricamente, fazer uma visita a Stanford e examinar alguns desses materiais.

Aliás, o FAQ das coleções até orienta como fazer uma visita:

Q: Can I visit the Silicon Valley Archives?
A: The reading room is open most weekdays, 10 a.m. – 5 p.m. For more specific hours, particularly during weeks Stanford is on break, visit here. If you would like a tour, you may contact Leslie Berlin, Project Historian for the Silicon Valley Archives, at 650-736-2010 or lberlin (at) stanford.edu.

Não que eu esteja querendo insinuar que alguém poderia chegar lá, consultar esse material, reproduzir algo com autorização e compartilhar com a gente… longe de mim, insinuar algo assim! Em todo caso, o guia completo com todos os documentos pode ser visto aqui. Assim você já fica sabendo o que pedir, quando chegar por lá. 😉

One more thing… Não deixe de conferir também a coleção fotográfica de Douglas Menuez, que mostra diversos momentos da aurora do Vale do Silício, inclusive com imagens fascinantes do jovem Steve Jobs.

[dica do Fabio Fiss]

Posts relacionados

Comentários