Apple anuncia novo programa de equiparação de doações de seus funcionários para caridade

Logo da Apple

Logo da AppleResposta rápida? Coincidência? Acho que nunca saberemos. Mas a verdade é que, pouco mais de uma semana após questionarem o lado filantrópico de Steve Jobs, com direito a uma rápida resposta de Bono, líder do U2, a Apple lançou o Charitable Matching Program, no qual pretende dobrar doações feitas por seus empregados a instituições de caridade, com o limite máximo de US$10 mil/ano. De início, o programa será restrito a funcionários norte-americanos de tempo integral, porém existem planos de expandi-lo para outros países com o decorrer do tempo.

A novidade foi anunciada pelo CEO da Apple, Tim Cook, através de um email:

Equipe:

Estou muito feliz em anunciar que estamos dando início a um programa de equiparação de doações para caridade. Todos nós somos verdadeiramente inspirados pela generosidade de nossos colegas de trabalho que dão retorno à comunidade e este programa vai fazer este retorno ainda maior.

A partir do dia 15 de setembro, você poderá doar uma quantia para uma organização sem fins lucrativos 501(c)(3), e a Apple irá equiparar essa quantia, sendo o valor limite de US$10 mil por ano. Primeiramente este programa será para funcionários norte-americanos de tempo integral, mas vamos expandi-lo para outras partes do mundo ao longo do tempo.

Obrigado a todos por trabalharem tão duro para fazer a diferença, tanto aqui na Apple quanto na vida de outras pessoas. Estou incrivelmente orgulhoso de fazer parte desta equipe.

Se você quiser obter mais informações sobre o programa, poderá através do HRWeb, que pode ser facilmente acessado através da AppleWeb.

Tim

Um porta-voz da empresa confirmou ao MacRumors que o programa de fato existe.

Como eu falei, não sabemos se isso já estava nos planos da Maçã ou se foi uma ideia do atual CEO — mesmo assim, trata-se de uma ótima notícia. Parabéns aos envolvidos, e que a Apple mais uma vez sirva de exemplo para outras empresas.

Posts relacionados

Comentários

Deixe uma resposta