Com processadores Haswell, Intel pretende levar a autonomia de notebooks para 24 horas

Consumo de chips Haswell, da Intel

Acabamos de ver quase todos os Macs serem atualizados para a linha Sandy Bridge da Intel (falta só o Mac Pro), estamos sonhando acordados com a linha Ivy Bridge, mas o pessoal da Chipzilla já está com a cabeça lá em 2013, em sua arquitetura Haswell de baixíssimo consumo.

Consumo de chips Haswell, da Intel

Mas quão baixo? Apenas moderadamente econômico, ou verdadeiramente avarento? Digamos que essa nova linha de processadores vai trazer para a arquitetura x86 o que por enquanto só é possível com chips ARM. Em palavras para leigos, seu computador vai poder funcionar por 24 horas com uma única carga ou permanecer 10 dias em standby conectado (um estado parecido com o sleep, mas baixando informações e atualizando apps). Isso é o suficiente para o Jack Bauer salvar o mundo livre e ainda deve sobrar energia.

Outra possibilidade (e aqui as patentes desempenham um papel crucial) é de nunca mais precisar recarregar uma bateria: o consumo seria tão ínfimo que um notebook com células solares em sua carcaça poderia gerar toda a energia necessária para seu funcionamento.

Mas tudo isso é muito pro futuro, né? O que esperar para logo? Que tal uma CPU Ivy Bridge quad-core que consome apenas 35W de energia? Isso significa que o MacBook Pro de 13 polegadas (se ele ainda existir…) pode ganhar um processador desse tipo no ano que vem. Dedos cruzados!

[via AnandTech: 1, 2]

Posts relacionados

Comentários