Ex-funcionário da Samsung confessou ter vazado informações sigilosas sobre o iPad

Logo da Samsung

Logo da SamsungE tem gente que acha que as brigas nos tribunais entre Apple e Samsung não passam de #mimimi — no último capítulo da novela, a Samsung tentou reverter a determinação judicial contra o Galaxy Tab na Alemanha, processou a Apple na França e foi processada pela Maçã no Reino Unido.

Agora, mais uma história aparece para complicar ainda mais a relação das empresas, que, bem ou mal, ainda vivem uma relação de dependência. Suk-Joo Hwang, um ex-funcionário da Samsung, testemunhou ontem em uma corte federal e admitiu que forneceu informações confidenciais para James Fleishman, executivo da Primary Global Research, e para um gestor de fundos. As informações, segundo a Bloomberg Businessweek, eram a respeito de uma remessa de LCDs da Samsung para a fabricação do primeiro iPad da Apple.

“Uma coisa que lembro claramente foi ter mencionado os números de remessa da Apple relacionados ao iPad”, afirmou Hwang. “Isso em dezembro de 2009, antes mesmo do lançamento da tablet — eles não sabiam o nome ainda — então eu falei com eles sobre as estimativas de venda da tablet naquela reunião.”

Ao ser perguntado sobre a reação de Fleishman e do gestor de fundos depois que a notícia foi dada, Hwang disse que ambos desconheciam tal informação e que o gestor teria ficado bastante animado — Fleishman e Primary Global Research estão sendo investigados, e o executivo poderá pegar até 25 anos de prisão caso as acusações se confirmem. Hwang ainda disse que ficou bem preocupado depois de ter passado as informações. “A primeira coisa que pensei foi que tinha falado aquilo muito alto, depois disso eu fiquei muito preocupado.” E a pressão aumentou quando ele soube que a Samsung tinha perdido o contrato da Apple. “Eu pensei, aquele cara era da Apple e eles agora sabem de tudo. Eu fiquei com medo”, afirmou o ex-funcionário da Samsung, que acabou sendo demitido em junho.

Isso nos leva a crer que a Samsung possuía informações confidencias sobre o iPad (inclusive antes de ele chegar ao mercado), o que pode complicar ainda mais a posição da empresa nos atuais processos espalhados pelo mundo.

Vale lembrar que esse não é um problema particular da Samsung. Walter Shimoon, um ex-empregado da Flextronics — empresa que fabricava acessórios para a Apple — também admitiu seu envolvimento em trocas de informações sigilosas (insider trading) sobre performance real e estimativas de vendas de iPhones e iPods em dois semestres de 2009, além de ter sido ele quem revelou o primeiro codinome conhecido do iPad, K48.

[via AppleInsider]

Posts relacionados

Comentários