Estudantes universitários que usam iPads aprendem melhor, segundo estudo

Se tem uma área em que o iPad se destaca, é na educação — não importa o nível, não importa o perfil dos estudantes. Contudo, até mesmo o que parece óbvio precisa ser ratificado por pesquisas e dados científicos, por isso a Abilene Christian University desenvolveu um projeto de pesquisa que busca avaliar o impacto de tecnologias móveis na sala de aula. Dados preliminares especificamente sobre o iPad foram liberados ao TUAW e são positivíssimos, pra dizer o mínimo.

Alunos que fizeram notas de aula usando o iPad tiveram um rendimento cerca de 25% superior ao de um grupo que usou o velho caderno de papel, em uma avaliação de transferência de informações. Pesquisadores descobriram também que os estudantes fazem um uso mais eficiente de seu tempo quando têm acesso à tablet, enquanto um teste de satisfação com os participantes de um curso online via iPad resultou numa marca positiva de 95%.

Não sei quanto a você, mas eu sinto muita falta de um gadget desse tipo na hora da aula: mesmo com um teclado virtual, ele certamente é mais eficiente na hora de fazer anotações em alta velocidade (na pior das hipóteses, ainda dá pra gravar a voz do professor) e vai além do que um notebook permitiria, já que você pode desenhar diagramas e criar esquemas com as pontas dos dedos. Isso sem falar que poder consultar legislação eletrônica, para quem estuda Direito, é algo como uma dádiva divina. E ainda tem mais uma vantagem, essa para o professor: uma tablet apoiada na carteira escolar não cria uma “barreira” entre o aluno e o docente como a tela de um notebook faria.

Diante disso, seria muito proveitoso se o governo pelo menos desonerasse a compra de tablets por estudantes — um iPad de entrada a cada dois anos para cada CPF/RG de quem estiver matriculado em instituição de ensino reconhecida pelo MEC, por exemplo. Não precisava nem distribuir gratuitamente o modelo mais caro (como fazem certas assembleias estaduais com seus deputados), bastava descontar os impostos.

Posts relacionados

Comentários