Needham & Co. acredita que a Apple está estocando iPads; Janney Capital Markets começa a acompanhar a AAPL

Maçã e dinheiro

Charlie Wolf, da Needham & Co., lançou suas previsões para o desempenho da Apple no terceiro trimestre de 2011: a companhia teria vendido 4,63 milhões de Macs e 17 milhões de iPhones, uma queda por causa do lançamento iminente do próximo modelo. Contudo, o analista fez uma aposta curiosa quanto ao iPad: a Maçã teria fabricado 12 milhões de unidades da tablet, mas vendido apenas 9 milhões, o que a deixaria com até quatro semanas de inventário.

Wolf não se aprofunda na causa para esse acúmulo, mas creio ser algo natural, dada a época do ano: em breve começam as compras de Natal e… bem, basta olhar os vídeos do ano passado para entender que não tem erro quando você dá um iPad (salvo se o presenteado for um Apple-hater).

Maçã e dinheiro

Enquanto isso, com o crescimento irrefreável da Apple, mais uma firma de análise começa a observar a NASDAQ:AAPL — falo da Janney Capital Markets, que hoje publicou uma nota escrita por Bill Choi falando sobre a Maçã. (Espero que este acerte um pouco mais que os outros e seja menos doidinho que o Gene Munster, que ainda deve estar colando adesivos da Apple em TVs.)

O analista teceu um breve comentário sobre o modelo vertical de integração dos produtos da companhia, destacando o iPhone como principal agente no crescimento da Apple, o que pode acelerar ainda mais conforme mais operadoras em todo o mundo fecharem acordos de parceria para distribuir o smartphone, chegando a até 107 milhões de unidades em 2012 (contra 84 milhões esperados para este ano). Já o iPad, no topo do mercado de tablets, deverá vender 32,5 milhões de unidades durante o ano fiscal de 2011 e 50,5 milhões no ano que vem.

[via MacNN, Barrons.com]

Posts relacionados

Comentários