Mais homenagens a Steve Jobs: Bono Vox, Omni Group, Panic, Adobe, Pixar, Wolfram e, a seu modo, The Onion

Homenagem do Omni Group a Steve Jobs

Em uma nota no site oficial da banda irlandesa U2, Bono Vox deixou sua homenagem a Steve Jobs: “Ele mudou a música. Ele mudou os filmes. Ele mudou o computador pessoal e ainda aproveitou para virar a telefonia de ponta-cabeça. Ele era tenaz ao extremo, sua força mais evidente que nunca nestes últimos anos em sua luta pela vida bem como por suas companhias”, escreveu o vocalista. “Já sinto a falta dele… Um de um grupo muito pequeno de americanos anárquicos que, através da tecnologia, literalmente inventaram o século XXI. Vamos todos sentir falta do nosso Elvis do hardware e do software.”

O pessoal do Omni Group prestou uma bela homenagem na forma de uma foto:

Homenagem do Omni Group a Steve Jobs

Na Panic também prestaram homenagem a Jobs, mas na forma da clássica imagem do jovem fundador da Apple em seu apartamento parcamente mobiliado e um texto de agradecimento pelo que foi possível fazer graças ao Mac. “Começamos a Panic com duas coisas: US$500 e amor pelo Mac. Não tínhamos ideia do que estávamos fazendo. Felizmente, outra pessoa tinha. […] Não é um exagero dizer que tudo o que temos hoje — dos nossos apps aos nossos empregados, nosso escritório, nossos lares, até os momentos com nossos filhos no FaceTime e nossas canções favoritas tocando em caminhadas em dias de chuva até em casa — é graças à Apple. Tudo. A Apple de Steve.”

Stephen Wolfram (sim, aquele do Alpha, que funciona com o Siri) também prestou uma homenagem relembrando momentos — como, por exemplo, quando Jobs lhe sugeriu batizar seu aplicativo mais famoso de Mathematica. “Mas aí um dia [Steve] me disse: ‘Você deveria chamá-lo de Mathematica.’ Eu até considerei aquele nome, mas o tinha rejeitado. Perguntei ao Steve por que ele achava que era bom, e ele me disse que sua teoria para um nome era começar com um termo genérico para algo, então romantizá-lo.”

Apesar da rivalidade crescente entre as duas companhias, a Adobe deixou sua homenagem e compartilhou uma mensagem de seus fundadores: “Conhecemos Steve Jobs uns três meses depois de abrir a Adobe. Ele nos ligou e disse ‘Ouvi que você estão fazendo coisas ótimas — podemos nos encontrar?’ […] Sem a visão de Steve e sua incrível disposição a assumir riscos, a Adobe não seria o que é hoje. Devemos um débito enorme a Steve e sua visão. […] O mundo é um lugar melhor por causa dele, e sua ausência vai deixar um grande vazio no mundo da tecnologia.”

O site humorístico The Onion fez, à sua forma, uma das homenagens mais… particulares, digamos, de todas. Esta, merece aparecer na íntegra (e perdoem os palavrões, mas não seria a mesma coisa sem eles):

Último americano que sabia que porra tava fazendo morre

Steve Jobs, o visionário cofundador da Apple Computers e único americano no país que tinha alguma noção de que porra ele estava fazendo, morreu nesta quarta-feira aos 56 anos. “Não perdemos apenas um grande inovador, líder e homem de negócios, nós literalmente perdemos a única pessoa neste país que realmente tinha os pés no chão e sabia que diabos está acontecendo”, diz uma parte da declaração do presidente Barack Obama, adicionando que Jobs será lembrado tanto pelos seus produtos que mudaram tantas vidas quanto pelo fato de que ele era capaz de sentar, pensar com clareza e executar suas ideias — atributos que ele não compartilhava com nenhum outro cidadão dos Estados Unidos. “Esta é uma época sombria para nosso país, porque a realidade é que nenhum dos 300 milhões de americanos que permanecem aqui consegue concretizar o que seja ou fazer as coisas acontecerem. Esses dias acabaram.” Obama adicionou ainda que, se alguém pudesse preencher o vazio deixado por Jobs, esse alguém provavelmente seria ele mesmo, mas acrescentou que a esta altura ele sinceramente não tem mais a menor noção do que está fazendo.

[Nota: a homenagem real do presidente foi só um pouco diferente disso.]

One more thing… A Pixar não podia deixar o momento passar em branco:

Homenagem da Pixar a Steve Jobs

Steve Jobs foi um visionário extraordinário, nosso amigo querido e o farol guiando a família Pixar. Ele viu o potencial do que a Pixar podia fazer antes dos demais de nós e além do que qualquer um jamais imaginou. Steve apostou em nós e acreditou em nosso sonho louco de fazer filmes animados por computador; a única coisa que ele sempre disse foi simplesmente “faça com que seja ótimo”. Ele foi o porquê de a Pixar ter ficado como ficou e sua força, integridade e amor pela vida nos tornou todos pessoas melhores. Ele será para sempre uma parte do DNA da Pixar. Nossos corações estão voltados para sua esposa Laurene e seus filhos nesta hora incrivelmente árdua.

Posts relacionados

Comentários