Participação de tecnologias da Nuance no Siri é bem evidente, ainda que não seja admitida abertamente

Ícone da Siri

Muito se falou do (e com) a Siri, a humilde assistente virtual presente no iPhone 4S, mas uma coisa permanece no ar: e a Nuance? Todos os rumores sobre o sistema de reconhecimento de fala a ser apresentado com o novo smartphone da Apple mencionavam tecnologias da Nuance, só que nem uma palavra foi dita a respeito. Se tivesse sido dita, provavelmente a Siri transcreveria, colocaria num email e enviaria para… sei lá, a mãe de alguém.

Siri, assistente virtual do iPhone 4S

Segundo MG Siegler, do TechCrunch, pode até ser que nem Maçã nem Nuance admitam abertamente, mas a tecnologia desta estaria, sim, por baixo do capô desta novidade. Por algum motivo obscuro, ninguém quer reconhecer isso, o que fez Sigler buscar uma abordagem mais direta e perguntar, com todas as letras, “É a Nuance quem está por trás da Siri?” A resposta pareceu algo saído da boca de uma esfinge milenar:

A Apple licencia a tecnologia de voz da Nuance para uso em alguns de seus produtos. A companhia não está autorizada a comentar capacidades ou aparelhos específicos.

Touché. Qual seria a razão para esse mistério todo? Uma possibilidade é que a Apple quer os louros que o Siri venha a receber para si e está disposta a pagar por isso — um acordo de confidencialidade desses não deve sair nada barato. Outra explicação plausível é, conforme um dos fundadores da Siri comentou em uma entrevista, a inteligência artificial é um módulo independente do reconhecimento de voz, de forma que esta pode ser substituído caso apareça algo melhor no mercado — o que vai demorar, pois a Nuance está BEM à frente.

No fim das contas, esse segredo todo resultou até em uma brincadeira:

[blackbirdpie id=”121726910911877120″]

Seria muito legal, se ela respondesse assim, quase como um easter egg. 😛

Posts relacionados

Comentários