Quadrilha internacional que usava cartões de crédito falsos para comprar iProducts é desmontada pela polícia

Ladrão com MacBook Pro

Segundo a Reuters, a polícia conseguiu desmontar uma quadrilha internacional que agia em Nova York e roubava informações pessoais para criar cartões de crédito, comprar produtos da Apple e revendê-los em várias partes do mundo. Com o auxílio de garçons e outros trabalhadores do setor de serviços roubavam dados pessoais de clientes na Europa, na Ásia, no Oriente Médio e na África para usá-los na produção de cartões que foram usados para movimentar mais de US$13 milhões em compras ao longo de 16 meses.

Ladrão com MacBook Pro

1. Forjar cartões de crédito. 2. Comprar coisas da Apple. 3. … 4. LUCRO!

“Os estratagemas e a imaginação desses ladrões são estarrecedores”, disse Raymond Kelly, comissário da Polícia de Nova York. “Esses crimes estão ficando mais sofisticados e os ladrões têm um conhecimento incrível de como usar a tecnologia.” Cerca de 111 pessoas foram indiciadas na “Operação Swiper”, que vinha sendo executada há dois anos.

Os criminosos inseriam dados em cartões de crédito em branco comprados de países como Rússia, Líbano e China, e um grupo de “líderes de equipe” organizavam a aquisição das mercadorias em lojas, os quais eram então despachados internacionalmente. A quadrilha se focava em produtos da Apple, por serem itens de alto valor e muito fáceis de revender. A polícia apreendeu US$850.000 em computadores adquiridos de forma fraudulenta, além de US$650.000 em dinheiro, armas e um caminhão cheio de mercadorias, frutos de crimes.

[via AppleInsider]

Posts relacionados

Comentários