Afinal, o Siri é ou não é um recurso inédito no mercado?

Ícone da Siri

Já falamos bastante aqui sobre o novo assistente virtual do iPhone 4S, o Siri [1, 2, 3, 4], e muita gente comentou que o recurso é parecido com um já existente no Android e que a Apple simplesmente o “copiou”, vendendo-o como algo inédito.

A funcionalidade não é inédita, e a intenção não é entrar na guerra iOS vs. Android, mas sim comparar um recurso existente em ambas as plataformas. Veja os vídeos abaixo:

Android

iOS

Como bem apontou Dustin Curtis, essa é a diferença entre “bom o bastante” e “melhor”. Reparou como, mesmo usando comandos de voz, você ainda é obrigado a interagir com a tela no Android? Interessante notar também que o vídeo da Apple explica o recurso sem nenhum tipo de narração, enquanto que o vídeo do Android termina com um belo “Cara, é muita coisa pra se lembrar…” (“Man, that’s a lot to remember…“).

Não usei o recurso do Android e muito menos o da Apple, que nem chegou ainda no mercado. Quando vejo esses dois vídeos, porém, é difícil até mesmo imaginar que são funcionalidades parecidas. O Siri parece muito mais natural, interativo, evoluído que seu equivalente no Android. Mais uma vez a Apple comprova o seu poder de pegar um produto/recurso já disponível no mercado e evoluí-lo ao ponto de parecer que ela foi a responsável por sua invenção — foi assim com computadores, com tocadores de música, com smartphones e com telas sensíveis ao toque, entre outras coisas.

Posso estar completamente enganado, mas acho que o Siri, quando estiver maduro o suficiente, será uma nova revolução, mudando a forma como interagimos com nossos iGadgets. Imagine as possibilidades quando a função se estender para outros produtos Apple!

Posts relacionados

Comentários