Seleção natural: os possíveis ícones do iTunes que nunca saíram dos rascunhos

Rascunho de ícone do iTunes - Felix Sockwell

O ano era 2004 e a tarefa atribuída a Felix Sockwell era árdua: criar um novo ícone para o iTunes. A esta altura, a Apple já usava há três anos um CD com notinhas musicais coloridas, tendo variado apenas a cor e a quantidade destas nos anos anteriores, então Sockwell decidiu fazer uma abordagem completamente diferente, mudando completamente o ícone. Nada do que ele criou foi usado, mas agora os rascunhos vieram à tona e nos permitem ver um pouco do processo criativo por trás do que pode ser considerado o aplicativo mais importante da Maçã.

Rascunho de ícone do iTunes - Felix Sockwell

Acima temos uma das muitas ideias que giravam na cabeça de Sockwell e, particularmente, a minha favorita: a música que dá asas à imaginação (pelo menos é assim que eu interpreto o desenho central). Outros conceitos envolviam um gesto de “OK” pinçando uma nota musical (um problema, pois o mesmo gesto é considerado chulo em 13 países diferentes, inclusive aqui), uma pessoinha subindo numa escada rolante (na verdade, um i colado numa nota estilizada), notas musicais misturadas com pastas de arquivos e algumas coisas meio malucas. Ah, e uma rede de dormir feita com notas musicais. #bizarro

Rascunho de ícone do iTunes - Felix Sockwell

Depois disso tudo, acabamos com uma nota musical dentro de um círculo azul. E, quer saber? Eu até que me acostumei com ele, apesar de muita gente não gostar. Minha única queixa é com a nota musical: o iTunes virou muito, muito mais que música.

[via SAI]

Posts relacionados

Comentários