Homens envolvidos no caso do protótipo de iPhone 4 são considerados culpados, mas pena é branda

iPhone perdido no bar

Parece que, assim como para o pessoal do Gizmodo, o caso do iPhone 4 perdido também terminou em pizza para os homens que primeiro puseram as mãos no protótipo. Brian Hogan e Robert Sage Wallower foram considerados culpados e condenados a 1 ano em liberdade condicional, a prestar 40 horas de serviço comunitário e a ressarcir a Apple em US$250 cada, relatou a CNET News. Um porta-voz da Maçã foi procurado, mas não quis comentar o assunto.

Pra quem não lembra da história, aqui vai um vídeo de Steve Jobs em pessoa explicando o ocorrido:

Pelo jeito, o caso do protótipo perdido em 2010 está enterrado. Já o de 2011

Posts relacionados

Comentários