Ron Johnson já começa a convidar ex-colegas da Apple para a gerência da rede varejista JCPenney [atualizado]

Loja da JCPenney

Oito dias apenas após a sua saída oficial da Apple para assumir o cargo de CEO na JCPenney, Ron Johnson já mostra que não pretende ir sozinho para lá. Pudera, não deve ser fácil ter que gerir uma empresa inteira sem nenhum conhecido à sua volta.

Loja da JCPenney

De acordo com o Wall Street Journal, Johnson já está indo atrás de ex-colegas da Apple — embora por enquanto não esteja mirando nenhum executivo que esteja na ativa, na firma de Cupertino (até porque isso provavelmente violaria os termos de sua saída da companhia, sem falar que é um tanto antiético).

Sua primeira contratação do tipo parece ter sido de Michael Kramer, ex-chefe de finanças das Apple Retail Stores, de 2000 a 2005. Depois que saiu da Maçã, Kramer se tornou CFO da Abercrombie & Fitch e mais tarde, em 2008, assumiu o posto de CEO da Kellwood. Segundo a reportagem, ele se juntará a Johnson na JCPenney como COO, a partir de 1º de dezembro.

Johnson também estaria trabalhando com Daniel Walker, ex-executivo chefe de talentos da Apple, para construir um novo time de executivos na gigante varejista. Walker, por sinal, foi um dos principais responsáveis pela entrada de Johnson na Apple, em 2000. Por enquanto, a Maçã não encontrou/nomeou um substituto para ele.

Atualização

E a J. C. Penney Company de fato emitiu ontem um comunicado para a imprensa confirmando a contratação de Michael W. Kramer. Ele assumirá o posto de executivo-chefe de operações (COO) no dia 5 de dezembro, respondendo diretamente a Ron Johnson.

Posts relacionados

Comentários