Hackers criam projeto Black Mirror para fazer a Siri ler seus pensamentos [atualizado: FAKE]

Projeto Black Mirror

Um assistente bom de verdade sabe o que eu quero antes mesmo de eu dizer que quero. Usando isso como medida, a Siri não e tão boa assim, já que eu preciso falar — ou, pior ainda, digitar. Não seria bom se você precisasse apenas pensar o que quer e fosse prontamente atendido? É isso o que os hackers do projeto Black Mirror pretendem fazer: dar comandos para a Siri usando o pensamento.

Apesar de mencionarem o Kickstarter, ainda não encontramos nada por lá.

A teoria é relativamente simples: faça um mapa de atividade cerebral para um conjunto de palavras, faça com que isso passe por um sintetizador de voz, passe essa voz artificial para o iPhone via entrada de fones de ouvido e pronto. Com isso, basta invocar a Siri e pensar num comando para ser atendido.

Brincadeiras à parte, isso seria o Santo Graal da acessibilidade: com palavras o suficiente e uma forma simples de invocar a Siri, pessoas com problemas de fala e movimento poderiam fazer várias atividades com a ajuda da assistente virtual da Apple. Já pensou? PENSOU? Isso ajudaria muita gente a ter mais qualidade de vida e se comunicar.

Tomara que amadureça e dê frutos. #DedosCruzados

[via IntoMobile]

Atualização

Já dava pra desconfiar, muita gente cantou essa bola e Greg Courville desfez a farsa: todas as evidências apontam que o projeto Black Mirror não passa de um embuste. Os principais sinais de alerta são o hardware mal montado e sem propósito ligado ao dock do iPhone nos vídeos.

Fica a torcida para que alguém um dia consiga transformar esta ideia em realidade e que o tal Black Mirror nunca chegue ao Kickstarter — seria uma forma vil de enganar pessoas, pode crer.

[via Cult of Mac]

Posts relacionados

Comentários