Qualcomm anuncia chip Gobi 4000, compatível com redes 4G/LTE e que poderá equipar futuros iGadgets

Não é novidade que os iGadgets, em um futuro próximo, serão compatíveis com a tecnologia LTE (4G) — testes internos mostram que a Apple já está preparada para abraçar a tecnologia assim que ela ganhar mais espaço entre suas parceiras globais.

Publicidade

Muito se especula se a próxima geração de iPads e iPhones será compatível com esse tipo de rede de telefonia celular. Se depender da Qualcomm, empresa que fornece os chips que equipam os iPads CDMA, iPhones 4 CDMA e iPhones 4S, sim: a próxima geração já poderá navegar com essa tecnologia mais rápida. A empresa acaba de anunciar o Gobi 4000, chip compatível com a tecnologia LTE e HSPA+. Muito provavelmente este equipará o iPad 3, a não ser que a Maçã mude novamente de fornecedora, como já fez, trocando a Infineon pela Qualcomm.

Os chips também são compatíveis com o padrão LTE/EV-DO e já estão disponíveis para OEMs. Eles são baseados nos modems sem fio MDM9600 e MDM 9200 3G/4G e foram desenvolvidos especialmente para a implantação em dispositivos equipados com Snapdragon dual-core e quad-core (linha de processadores da Qualcomm), mas acredito que nada impede a implementação com outros processadores, como por exemplo o futuro A6, da Apple. Além de equipar possíveis tablets como o iPad, o chip também é cotado para ser usado em notebooks — ThinkPads, da Lenovo e Latitudes, da Dell, devem recebê-lo.

iPad 2 deitado

John Brownlee, do Cult of Mac, levantou uma questão interessante: para a Apple, o iPad 3 pode ser o gadget perfeito para introduzir a tecnologia por alguns motivos. Como chips LTE consomem mais energia, o iPad é o aparelho perfeito para fazer testes, já que ele obviamente é maior que o iPhone e tem uma bateria muito mais potente — é possível navegar, assistir a vídeos ou escutar músicas por até dez horas seguidas na tablet da Maçã. Além disso, a Apple poderia adicionar uma nova categoria de produtos, incluindo o iPad 4G, mantendo a versão 3G e a Wi-Fi.

Publicidade

Concordo que seriam muitas versões diferentes de uma mesma tablet, o que dificulta fabricação, logística, estoque, etc. Ainda temos que levar em conta que tal medida contraria uma característica forte da Maçã de manter uma linha enxuta de produtos disponíveis para clientes. Mas, tirando isso, nada a impede de oferecer as três versões de iPads. O que você acha?

[via 9to5Mac]

Posts relacionados

Comentários

Carregando os comentários…