Movimento “Occupy Flash” clama por um mundo livre do plugin da Adobe

Occupy Flash - Manifesto

A Adobe mal matou o Flash Player for mobile e já tem gente querendo exterminar o plugin por completo do planeta. 😛 Na verdade isso sempre existiu, mas agora há um movimento “oficial” que apoia a coisa: o Occupy Flash.

Occupy Flash - Manifesto

O manifesto convoca tanto desenvolvedores quanto usuários a abandonarem o uso do plugin da Adobe, contribuindo para uma web mais moderna e baseada em padrões abertos.

O Flash Player está morto. Seu tempo já foi. É bugado. Trava demais. Requer atualizações de software constantes. Ele não funciona na maioria dos dispositivos móveis. É um fóssil, remanescente de uma era de padrões fechados e controle corporativo unilateral de tecnologias da web. Websites que dependem de Flash apresentam uma experiência completamente inconsistente (e muitas vezes inutilizável) para a rápida e crescente massa de usuários que não usam browsers desktop. Ele impõe alguns aterrorizantes problemas de segurança e privacidade pelo uso de cookies Flash.

O Flash torna a web menos acessível. Neste ponto, ele está puxando a web para trás.

É claro que o próprio tempo se encarregará de enterrar o Flash, mas a ideia do movimento é acelerar a coisa e não deixar acontecer o mesmo que aconteceu com o dinossauro do Microsoft Internet Explorer 6.

Quer apoiar a coisa? Desinstale o Flash de sua máquina; se você for usuário do Google Chrome, desabilite-o na janela about:plugins; sempre opte por versões de sites em HTML5, quando disponíveis (é o caso do YouTube, por exemplo); reclame com sites que insistem nisso; e, é claro, espalhe essa ideia o máximo que puder. 🙂

[via MacDailyNews]

Posts relacionados

Comentários