Última versão do VMware Fusion é capaz de virtualizar o Mac OS X Snow Leopard e até o Leopard [atualizado 2x]

VMware Fusion instalando Mac OS X

Há alguns dias, comentamos diversas novidades que chegaram com o VMware Fusion 4.1, mas a Macworld destacou bem uma importante, porém “escondidinha”: o software não mais impõe limitações técnicas que impeçam a instalação de versões cliente do Mac OS X 10.6 Snow Leopard ou do 10.5 Leopard.

VMware Fusion instalando Mac OS X

Ocorre que, até a chegada do OS X Lion, a Apple não permitia, pelos seus termos de licenciamento, a virtualização do sistema — com exceção das suas versões “Server”, mais caras. Esses termos não mudaram para o Snow Leopard ou o Leopard, mas o Fusion 4.1 agora simplesmente alerta o usuário sobre isso e deixa a cargo dele prosseguir ou não. A própria VMware confirma a questão num documento de suporte.

Uma das grandes vantagens de ter essas versões antigas disponíveis para virtualização é o Rosetta, camada do Mac OS X que possibilitava a execução de softwares PowerPC e que foi extinta no Lion. Desenvolvedores também podem realizar testes com aplicativos, bem como usuários podem experimentar modificações sem medo de afetar o seu ambiente principal.

A Apple foi consultada pela Macworld e reiterou que só permite a virtualização do OS X Lion, do Snow Leopard Server e do Leopard Server. Será que ela obrigará a VMware a reverter essa funcionalidade, no próximo update? Não duvido nada que esse seja um dos motivos pelos quais o Fusion não está disponível na Mac App Store…

Atualização

BOOM! Quem quiser se aproveitar dessa “mamata” não poderá, nunca mais, atualizar o Fusion.

A VMware confirmou agora há pouco em seu blog que a falta de checagem pelas versões “Server” do Mac OS X Snow Leopard e do Leopard é um erro que será corrigido no próximo update. Resta saber se a Apple teve alguma participação nisso… 😉

Atualização II

E já saiu o VMware Fusion 4.1.1, basicamente “corrigindo” esta questão.

Posts relacionados

Comentários