J.D. Power Brasil: usuários de iPhone são os mais satisfeitos entre donos de smartphones

iPhone 4S deitado e de lado

Uma pesquisa da J.D. Power Brasil — realizada em setembro, com 979 donos de smartphones — mostrou que 75% das pessoas pretendem trocar de aparelho nos próximos 12 meses. A mesma pesquisa também foi feita com usuários de aparelhos tradicionais — neste estudo, 1.207 foram entrevistados, revelando que 81% pretendem trocar de aparelho no curto espaço de um ano.

Publicidade

iPhone 4S deitado e de lado

O estudo também mediu o grau de satisfação dos consumidores. Convidados a dar uma nota de 0 a 1.000 — levando em conta os critérios desempenho, facilidade de operação, design e funcionalidades —, o resultado foi esse: no segmento de smartphones, a Apple abocanhou o primeiro lugar, com uma média de 875 pontos. A Nokia ficou em segundo, com 792, seguida pela Samsung, com 783 pontos. A Motorola conseguiu uma pontuação de 779, enquanto LG e BlackBerry empataram com 775. Já entre usuários de telefones tradicionais, a ordem foi a seguinte: Samsung (766), Nokia (760), Motorola (705) e LG (697).

Perguntados sobre quais são os fatores mais importantes em um celular, surpreendentemente (pelo menos para mim) usuários de smartphone declararam que o design é quesito mais relevante (27%), enquanto que usuários de telefones tradicionais escolheram desempenho(!) como principal característica (31%).

Publicidade

Assim como no mercado norte-americano, a satisfação tende a ser maior entre os usuários de smartphones mais jovens — a média é de 801 pontos entre os pessoas de 18 a 34 anos, em comparação com apenas 776 pontos entre as de 35 e 44 anos.

Usuários de smartphones acessam emails em seus dispositivos aproximadamente seis vezes por dia — o que equivale a cerca de 200 acessos por mês. 65% dos apps baixados por usuários de smartphones são jogos, e eles gastam, em média, 83 minutos por semana jogando.

Pelo jeito, com 75% dos donos de smartphone e 81% dos de celulares tradicionais planejando uma troca de aparelho dentro dos próximos 12 meses, a “guerra” no Brasil será boa. Contudo, uma das perguntas mais importantes ficou sem resposta: qual a percentagem de usuários de aparelhos tradicionais que pretendem comprar um smartphone?

Publicidade

[via EXAME.com, IT Web]

Posts relacionados

Comentários

Carregando os comentários…