População local de Maiden (Carolina do Norte) não está feliz com o novo data center da Apple

Visão superior do novo data center da Apple

O novo data center da Apple na Carolina do Norte já está funcionando a todo vapor. Tudo saiu como planejado: os senadores aprovaram um desconto milionário e a Maçã implementou o seu projeto em Maiden, no oeste do Estado, criando 50 novos empregos diretos (além de cerca de 250 indiretos).

Visão superior do novo data center da Apple

Mas parece que a população local não aprovou a ideia, como informou o The Washington Post. Com um dos maiores índices de desemprego dos Estados Unidos, moradores da cidade ficaram decepcionados com o número de oportunidades criadas pelo data center. Tony Parker, um fabricante de móveis, afirmou que “a Apple realmente não significa nada para a cidade” — outros acreditam que o benefício foi apenas simbólico.

Tirando a família que recebeu US$1,7 milhão pelo espaço de um acre próximo ao data center, realmente o número de pessoas beneficiadas pelo projeto não é grande. Contudo, até onde sabemos, tal informação era conhecida desde a época dos planos iniciais — a gigante de Cupertino em nenhum momento prometeu 300 empregos e entregou 50, por exemplo. Além disso, com uma população que gira em torno de 3.400 pessoas e com taxas de desemprego rodando a casa dos dois dígitos, 50 empregos não é um número de todo mau.

O gestor da cidade, William Herms, argumenta que, embora a Apple pague menos impostos que o habitual, o impulso na base tributária será útil para a cidade como um todo e os benefícios virão a longo prazo. É possível, ainda, que Facebook e Google também comecem a criar centros de tecnologia na área, o que trará mais oportunidades para a região.

O grande problema é que, de acordo com a matéria, a população local não estaria sendo empregada, uma vez que os habitantes não são qualificados o suficiente para preencher as vagas. Um desempregado comentou que as pessoas da cidade não pegam esses empregos, afirmando ainda que a única coisa que ele sabe fazer são móveis.

Quem sabe com a construção da fazenda solar — ou dobrando-o de tamanho — mais empregos sejam gerados e a população comece a enxergar a Apple como uma aliada, e não como uma vilã. Mas é bom eles começarem a se especializar no assunto (pelo menos os mais jovens), a fim de poderem aproveitar a oportunidade.

[via AppleInsider]

Posts relacionados

Comentários