Governo alemão chama Apple para conversar sobre essa história de Carrier IQ

iPhone 4S deitado e de lado

Demorou: segundo a Bloomberg, uma agência reguladora alemã convocou a Apple para responder algumas perguntas acerca da presença do malware software da Carrier IQ no iOS. “Soubemos pela imprensa das preocupações com a privacidade que o software pode representar e decidimos perguntar detalhes à Apple”, disse Thomas Kranig, chefe da Bavarian State Authority for Data Protection. “Se a Apple decidiu parar de usá-lo, tão melhor.”

iPhone 4S deitado e de lado

Bem, Kranig também deve ter lido que os dados coletados em iPhones não passam de registros de localização e indicadores de chamada em curso, bem diferente do que foi visto em um smartphone da HTC, que não deixou passar nem mesmo o conteúdo de uma busca feita em HTTPS ou mensagens de texto recebidas.

Imagino que a HTC e o Google tenham recebido convites semelhantes aos da Maçã, né? Ou será que ninguém se importa, quando não envolve a Apple e o iPhone?

Bem, pelo menos nos Estados Unidos o senador Al Franken (que fez um bocadinho de barulho na época do “Locationgate”) apontou suas armas na direção certa: a Carrier IQ. O político pediu que a empresa se explicasse até 14 de dezembro, dizendo exatamente o que o produto dela transmite e que informações são enviadas para onde. É isso aí, o “IQgate” começou pra valer — e como!

[via 9to5Mac]

Posts relacionados

Comentários