Dica de leitura: como a Autodesk descobriu que pode ganhar mais com menos

Ícone - SketchBook Mobile

Era uma vez uma empresa que faturava US$2 bilhões por ano vendendo aplicativos profissionais que custam algumas centenas ou milhares de dólares cada. Num belo dia, dois funcionários dela apareceram com uma ideia: fazer um app simples para iPhone e vendê-lo por US$3. Sete milhões de downloads depois, essa empresa ganhou bem mais que alguns milhões a mais na conta. Ela se tornou popular, e isso vale mais que dinheiro.

Ícone - SketchBook MobileEstou falando da Autodesk, e essa história foi contada pela Technology Review em uma entrevista com os dois responsáveis pelo SketchBook, app que fez sucesso no iOS e depois na Mac App Store. Graças a um app que custa uma fração infinitesimal dos carros-chefe da empresa, o nome dela se tornou mais conhecido em círculos que nem a melhor campanha publicitária do mundo alcançaria.

Uma história como essa pode servir de lição para muitas empresas, grandes ou pequenas: não é preciso ser um rinoceronte de duas toneladas para se impor, pois uma pulga bem direcionada consegue fazer muito mais estrago. No caso da Autodesk, ela era só o rinoceronte, até que aprendeu a ser a pulga.

Resultado: ela está pronta pro que der e vier, sem medo de entrar na era pós-PC. Ao contrário de certas companhias, que ainda estão no mesmo paradigma há anos… 😛

[via AppleInsider]

Posts relacionados

Comentários