O iMessage é um serviço tão bom que nem depois de um “remote wipe” os iPhones se desligam dele [atualizado]

Ícone - iMessage

Imagine que você comprou um iPhone novinho e começou a usar o iMessage pra se comunicar com seus amigos e parentes donos de iGadgets… aí você é assaltado e perde o iPhone pro crime. Chato. Só que você, Apple-user desenrolado, usou o Find My iPhone para apagar todas as suas informações do gadget e poder dormir tranquilo à noite (suponha que não deu pra encontrar o bandido). Menos chato. Aí seus amigos e parentes começam a receber mensagens do bandido através do iMessage, como se ele fosse você. Megaultrachato.

Publicidade

iOS 5 em iGadgets - iMessage

Never gonna give you up! Never gonna let you down! Never gonna run around and… desert you!

Já estou preparando meus carimbos de “iMessagegate”, por via das dúvidas, mas o fato é que o Ars Technica descobriu um problema recorrente que faz com que iPhones, mesmo depois de um remote wipe e de ter o número alterado e o SIM cancelado, continuem vinculados ao usuário do serviço de mensagens instantâneas da Apple. Já há inclusive relatos nos fóruns do MacRumors e na comunidade de suporte da própria Apple.

Publicidade

Ainda não há uma explicação oficial para esse fenômeno, mas presume-se que pode ter algo a ver com a forma como o iOS vincula um número ao UDID do iPhone e como essa informação é armazenada nos servidores da Apple. O que quer que seja, tomara que seja corrigido rápido, pois as implicações desse tipo de coisa para a privacidade dos usuários (especialmente dos que usam iPhones no trabalho) são gravíssimas. Sem falar que escândalos envolvendo a Maçã fazem mais sucesso que os produtos dela.

Alguma solução, ao menos paliativa? Sim, mas é uma amarga: trocar de Apple ID e cancelar completamente a antiga — no processo, você perde acesso a todas as suas compras anteriores.

Atualização

Caso você tenha entrado em pânico por causa deste bug, pode respirar aliviado: ele tem jeito. A Macworld comentou duas formas de proteção contra este problema do iMessage: uma é preventiva, mas um pouco difícil de fazer, enquanto a outra pode ser mais complexa ou mais simples, a depender da sua operadora, mas pode ser feita mesmo depois de seu iGadget ter sido perdido.

Publicidade

A primeira dica foi dada por Jesse Hollington no Google+: coloque uma senha de proteção no seu SIM. É possível fazer isso nas configurações do iPhone ou iPad (3G, claro), em Settings » Phone » SIM PIN. Nesta hora, é importante notar que seu SIM já deve ter uma senha padrão da operadora e é ela que você deve usar primeiro, antes de configurar uma nova. Se você errar muitas vezes, seu SIM será bloqueado. Adicionalmente, sempre que reiniciar o iPhone vai ser preciso digitar a nova senha.

A outra solução requer que você faça um remote wipe no gadget perdido/roubado, entre em contato com sua operadora para desativar o SIM que estava nele (essa parte pode ser mais fácil ou mais difícil, vai depender da boa vontade de quem lhe atender) e só então ative seu novo SIM. Na hora do sufoco, esta é a solução a adotar.

Publicidade

…e agora a bola está na quadra da Apple. Espero que não demore pra isso ser corrigido.

[via The Loop]

Posts relacionados

Comentários

Carregando os comentários…