Para o presidente do Grupo Herval, Apple tem forte interesse em abrir uma Retail Store oficial no Brasil

Interior de uma loja da iPlace

Ron Johnson já tinha dado a entender isso em setembro, mas agora foi a vez de Germano Grings, presidente do Grupo Herval (controlador da rede iPlace e agora também da MyStore), dizer que a Apple tem, sim, forte interesse em abrir uma Retail Store oficial no Brasil — só não é algo tão simples.

Interior de uma loja da iPlace

O Grupo Herval tem hoje o maior conglomerado de Apple Premium Resellers do país: são 19 lojas após a compra da MyStore, quase dois terços das 31 em funcionamento no Brasil. O investimento para se chegar lá não é nada pequeno: segundo Grings contou ao G1, a abertura de uma loja requer um investimento que pode variar de R$1 milhão a R$5 milhões.

Para o executivo, a Apple só não inaugurou uma Retail Store oficial por aqui, ainda, porque se preocupa muito com a sua marca e com a demanda do mercado. “Interesse, eu tenho certeza de que eles têm. Mas as coisas não são muito fáceis no nosso país”, comentou Grings, dizendo que não acha que a Apple “pegou no país” ainda — mas que isso irá mudar em breve. “Para o americano, ter um Mac ou iPhone é muito comum. A empresa tem loja em tudo que é shopping.”

Fundado há mais de cinco décadas em Dois Irmãos (RS), o Grupo Herval já possui hoje 14 empresas com 5,3 mil funcionários. Ele estima fechar 2011 com um faturamento de R$1,5 bilhão.

[dica do Lincon Barco]

Posts relacionados

Comentários