Strategy Analytics: Android agora tem 39% do mercado de tablets

Logo da Strategy Analytics

Diferentemente da pesquisa corporativa da Good Technology que publicamos há pouco, a Strategy Analytics liberou hoje um estudo de tablets referente ao quarto trimestre de 2011 no qual o Android pulou de 29% para 39,1% em participação de mercado, enquanto a Apple (e seu iPad) caiu de 68,2% para 57,6%.

Gráfico - Strategy Analytics

Ao todo foram comercializadas 26,8 milhões de tablets, um crescimento de 150% comparado ao mesmo período de 2010. Neil Mawston, diretor executivo da empresa, disse [grifo nosso]: “Os envios globais de tablets Android triplicaram anualmente, para 10,5 milhões de unidades. Diversos modelos de Androids distribuídos em vários países por variadas marcas, como Amazon, Samsung, ASUS e outras, têm aumentado o volume de vendas. O sistema está se mostrando bastante popular entre os fabricantes, apesar das persistentes preocupações sobre fragmentação […], da interface do usuário e do ecossistema App Store.”

Por mais cético que a pessoa seja, definitivamente isso não é compatível com a realidade. O que a Strategy Analytics está dizendo é que, entre dez tablets, seis são iPads e quatro são Androids. Particularmente, não acredito nisso — pelo menos não é o que vejo nas ruas e entre amigos e familiares (os quais, ao contrário de mim, pouco se importam se o produto é ou não é da Apple). Para não achar que estou ficando louco, basta prestar atenção nos grifos da citação de Mawston: “envios” e “distribuídos”.

O iPad *vendeu*, no último trimestre, 15,4 milhões de unidades. Isso quer dizer que 15,4 milhões de pessoas colocaram as mãos em iPads novos. Já quanto ao Android… bem, não temos como saber, já que o número não é relativo a vendas. Por esse motivo, acredito que essa proporção 6-4 não é correta.

Complementando os dados da pesquisa da Strategy Analytics, durante o ano de 2011 foram despachadas 66,9 milhões de tablets, número 260% superior a 2010, quando apenas 18,6 milhões de tablets foram para o mercado. As tablets estão canibalizando as vendas de netbooks e de notebook/desktops mais básicos (entry-level).

Em uma nota relacionada, a Microsoft ficou com 1,5% do mercado de tablets no Q4 2011.

[via AppleInsider]

Posts relacionados

Comentários